Alta de casos de Covid na Índia vai atingir prazos de vacinação no Brasil

Alta de casos de Covid na Índia vai atingir prazos de vacinação no Brasil
A pandemia atingiu todos os países do mundo; mostrando que mesmo distantes o impacto de certos acontecimentos pode atingir escala global. Com o agravamento da pandemia e países enfrentando a segunda e terceira onda; a nova onda que atinge a Índia deve atingir diretamente o calendário da vacinação no Brasil. Com o número de casos da doença em alta, o governo indiano tende a reter a produção de vacinas para abastecer o mercado interno. Dessa forma, a medida vai atingir exportações de vacinas com as quais o Brasil contava.

De acordo com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga; estava prevista a entrega de 8 milhões de doses da vacina da AstraZeneca à Fiocruz ; contudo o prazo acabou adiado para o terceiro trimestre deste ano. Contudo, a chegada de quatro lotes entre abril e julho não vai acontecer como previsto; o imunizantes é produzido no Laboratório Serum, na Índia.

Anteriormente, por conta da demora na chegada do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) da China; a Fiocruz negociou com o Serum 2 milhões de doses. No mês seguinte, houve compra de mais 10 milhões. Dessas, 8 milhões não foram entregues.

Além disso, segundo a AstraZeneca, essa negociação é conduzida diretamente entre a Fiocruz e o Serum. Por outro lado, a Fiocruz informou que a negociação está a cargo da diplomacia dos dois países. As 8 milhões de doses prometidas pelo consórcio para maio são da AstraZeneca, mas fabricadas em um laboratório da Coreia do Sul.

 

 

Campanha Vidas Importam 

Veja também: Passaporte Covid: Europa deve excluir vacinas não aprovadas

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *