Agricultura orgânica e Agroecologia

Agricultura orgânica e Agroecologia

organic-harvest-ideas-for-summerA agricultura orgânica é uma forma de produzir alimentos limpos sem o uso de produtos químicos, chamados de agroquímicos, que prejudicam a qualidade dos vegetais que comemos. No início da nossa existência, quando ainda erámos poucos habitantes no planeta, praticávamos a caça e a pesca. Tudo era natural e orgânico. Com o crescimento da população técnicas foram desenvolvidas para aumentar a produção de alimentos. Só que estas técnicas nem sempre se preocuparam com a saúde das pessoas e nem do meio ambiente. Muitas das consequências do uso dessas substancias nem eram conhecidas. A agricultura passou a ser intensiva, com uso de máquinas, fertilizantes e venenos chamados de agrotóxicos. Este tipo de agricultura é chamada de agricultura moderna ou agricultura industrial. Com a produção em escala,  as pessoas começaram a adoecer, os animais, principalmente aves e peixes também adoeceram. Sem falar na contaminação dos solos, da água e do ar. Nesta época, em várias partes do mundo, diferentes pessoas começaram a se preocupar com o que comiam e desejaram ter de volta os alimentos saudáveis e naturais. Assim surge a agricultura orgânica.

A agricultura orgânica é uma prática que tem feito com que muitos agricultores mudem a sua forma de produzir. Eles não usam nenhum produto artificial para adubar o solo nem venenos para combater pragas ou doenças. Assim o alimento produzido tem a melhor qualidade, sendo bom para todos e para a biodiversidade do planeta.

A agricultura orgânica faz  uso de algumas práticas para garantir a qualidade dos alimentos e diminuir os impactos ambientais:

  • O uso de adubos verdes e estercos;
  • O uso da compostagem — decomposição de matéria orgânica com a finalidade de obter um material rico em húmus e diversos nutrientes;
  • A Minhocultura: uso de minhocas para a aeração do solo e produção de adubo;
  • Cuidado e manejo da vegetação nativa;
  • Uso racional da água para irrigação, evitando causar danos ao ecossistema e evitando alterações climáticas.

A agricultura orgânica tem quatro princípios básicos, que são:

Respeito à natureza: essa forma de produção reconhece a dependência dos recursos naturais, por isso os preserva e cuida do ecossistema de forma a preservar o solo, os recursos naturais e todos seres vivos.

Diversificação de cultura: se preocupa com a diversificação dos alimentos cultivados, equilibrando o solo e garantindo a variedade.

O solo é visto como um organismo vivo: ele  deve ser preservado e cuidado, garantindo a presença de nutrientes e organismos vivos, resultando em um solo fértil e limpo.

Independência dos sistemas de produção: separa a agricultura da produção agrícola industrial.

Mais recentemente passamos a ouvir falar na Agroecologia, que é uma ciência que engloba a agricultura orgânica, e outras formas alternativas de produzir alimentos, como a permacultura. O bom da Agroecologia é que além de se preocupar com a qualidade do alimento produzido, ela também se envolve com a luta para se respeitar os direitos do agricultor e sua família e com a comercialização justa da produção agrícola. Tudo isto muito ligado a preservação do meio ambiente. 

Fica claro que para nos alimentarmos bem e termos uma vida saudável se faz necessário o respeito a tudo e a todos.

O assunto foi tema do Quadro Saúde ambiental desta quarta-feira (03/01), no Programa Saúde no Ar.

Ouça na íntegra: 

 

Dra. Josanidia Santana - Biológa da UFBAJosanidia Santana Lima – Prof. e Bióloga,  docente do Instituto de Biologia da UFBA. Idealizadora e coordenadora da Feira Agroecológica da UFBA, que acontece todas sextas-feiras desde fevereiro de 2016.

 

 

 

 

 

Fonte: Josanidia Santana Lima (Bióloga)

Foto: Google

Redação Saúde no Ar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *