A Síndrome do olho seco exige cuidados

A síndrome do olho seco, um problema na produção ou na qualidade da lágrima que pode provocar ressecamento na superfície ocular, a exemplo da córnea e da conjutiva, é uma doença multifatorial causada por vários fatores internos como  idade, doenças reumatológicas e autoimunes, além de doenças endócrinas.

A lágrima, ou filme lacrimal, é um líquido produzido pelas glândulas lacrimais, composta por água, sais minerais, proteínas e gordura, cuja função é a de lubrificar, limpar e proteger o olho das agressões causadas por substâncias estranhas ou micro-organismo

Pode ser causada também por fatores externos  como  o ar-condicionado e o uso contínuo do computador que reduzem a quantidade de vezes que o olho pisca. Caso não seja tratada, a doença pode ocasionar sérios problemas como  o surgimento de úlceras de córnea estéreis ou infecciosas e até levar à cegueira.

Também chamada de Ceratoconjuntivite Sicca ou Síndrome de Sjofren, a síndrome, pode resultar ainda de  medicações como anti-hipertensivo, anti-histamínicos e fatores  ambientais, tais como baixa umidade do ar, segundo especialista no assunto.

Entre os sintomas da doença estão olhos vermelhos, sensibilidade à luz, ardência, irritação e lacrimejamento na região, sensação de areia nos olhos, visão embaçada no final do dia, dificuldade de permanecer em locais que possuem ar-condicionado..

Por ser um processo crônico, a síndrome do olho seco deve ser tratada continuamente, ou de acordo com orientação médica. O uso constante de colírios com o objetivo de hidratar e manter a superfície ocular lubrificada por mais tempo, é uma das formas de tratamento da anomalia que além de causar diversas afecções oculares tais quais conjuntivites, blefarites e ceratites secas. A pessoa que sentir os olhos secos deve procurar um oftalmologista imediatamente para evitar que a doença leve à cegueira.

De acordo com a Associação dos Portadores de Olho SecoApos (Apos), não há dados precisos sobre a incidência da doença do olho seco na população brasileira, em decorrência principalmente da ausência de método bem definido de diagnóstico clínico.

 

*Redação Portal Saúde no Ar

O jornalismo independente e imparcial com informações contextualizadas tem um lugar importante na construção de uma sociedade , saudável, próspera e sustentável. Ajude-nos na missão de difundir informações baseadas em evidências.Apoie e compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.