7 de maio: Dia do Oftalmologista

No próximo dia 07 de maio, é comemorado no Brasil, o Dia do Oftalmologista, uma homenagem ao profissional responsável pelo estudo, cuidado e prevenção de doenças vinculadas ao sistema ocular.

A origem desta data está atrelada a fundação da Sociedade de Oftalmologia de São Paulo, em 07 de maio 1930, porém só foi oficializada como Dia do Oftalmologista, no ano de 1968, em São Paulo, por meio de uma lei de autoria do deputado e médico oftalmologista Antônio Salim Curiati.

No Brasil, a data integrou o calendário nacional em 1986, quando o então ministro da Saúde, Seigo Tsuzuki, editou a portaria nº 398 em caráter nacional. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima-se que atualmente no Brasil aproximadamente 1,2 milhões da população são cegos e cerca de 60% poderiam ter essa condição evitada ou revertida caso recebesse tratamento oftalmológico adequado.

Dados do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) apontam que o exame oftalmológico deve ser realizado ao nascer (teste do olhinho), a cada seis meses até a criança completar dois anos de idade. Ao realizar o exame é possível identificar tanto os vícios de refração quanto algumas alterações mais graves, como tumores na estrutura ocular.

As doenças nos olhos normalmente surgem na infância, entre os jovens, após os 40 anos, nos idosos, hipertensos e diabéticos. As principais são a catarata, miopia, astigmatismo, hipermetropia, glaucoma, presbiopia e retinopatias.

“Os sintomas mais comuns de visão que geralmente levam os pacientes aos consultórios são: dores de cabeça, olhos vermelhos, ardência e cansaço. O ideal seria procurar o oftalmologista mesmo sem sentir qualquer sintoma para prevenir problemas futuros”, relata a médica oftalmologista do Hospital Humberto Castro Lima, Dayse Cury.

Em adultos a maior causa de cegueira irreversível é o glaucoma. Já a catarata é a maior causa de cegueira reversível em países em desenvolvimento, como o Brasil. Nos países desenvolvidos a doença macular relacionada à idade (DMRI) é a maior agente da perda de visão.

Em crianças, as maiores causas de ceguidade são erros refrativos (corrigidos com óculos), opacidade de córnea (por deficiência vitamínica) e catarata congênita, casos registrados principalmente em países em desenvolvimento.

Doenças Oculares:

Miopia

É um dos mais frequentes erros de refração que afeta a visão à distância. Essa patologia ocorre porque a imagem visual não é focada diretamente na retina, mas à frente da mesma.

A miopia é uma condição comum em que a pessoa vê objetos próximos com clareza, mas objetos mais distantes são borrados. Pessoas com miopia grave podem ver claramente apenas objetos a poucos centímetros de distância, enquanto aqueles com miopia leve podem ver claramente os objetos até vários metros de distância.

Hipermetropia

É um erro de refração que faz com que a imagem seja focada atrás da retina. Dessa forma, a capacidade refratária é alterada em relação aos olhos com visão normal. A hipermetropia causa dificuldade para enxergar objetos próximos e principalmente para leitura de textos. Enquanto jovem, o paciente com hipermetropia tem boa visão de longe, pois se seu grau não for muito elevado é naturalmente corrigido pelo aumento do poder do cristalino, em um processo chamado de acomodação. Porém, com a idade esta capacidade diminui e o hipermetrope passará a ter dificuldade na visão de perto e posteriormente de longe.

Astigmatismo

É uma doença ocular causada por irregularidade da córnea e o seu efeito é a distorção de imagem, pois os raios de luz não chegam ao mesmo ponto na retina.

Catarata

A catarata é uma opacidade do cristalino (lente natural do olho). Para pessoas que têm catarata tem a visão nublada, como se olhassem por uma janela embaçada ou enevoada. Essa visão nublada pode tornar mais difíceis tarefas como ler, dirigir um carro ou interpretar a expressão das pessoas.

A maioria das cataratas se desenvolve lentamente e não perturba a sua visão desde o início. Mas com o tempo, a catarata acabará por interferir na visão.

Glaucoma

O glaucoma refere-se a um grupo de doenças oculares que provocam danos irreparáveis no nervo óptico. Este, por sua vez, é o nervo que carrega as informações visuais recebidas pelo olho até o cérebro.

Presbiopia

Presbiopia é a piora de visão normal que ocorre com o avançar da idade, quando os olhos lentamente perdem a capacidade de focalizar objetos muito próximos. Também chamada de vista cansada, a presbiopia em geral começa aos 40 anos de idade e acaba acometendo todas as pessoas até os 50 anos em algum grau.

Edema macular diabético

O edema macular diabético é a maior causa de cegueira entre pessoas com idade economicamente ativa. Ocorre como resultado do excesso prolongado de açúcar no sangue, isso faz com que os vasos sanguíneos dos olhos absorvam mais líquido, levando ao inchaço da retina e prejudicando sua função.

Fonte: Ascom Hospital Humberto Castro Lima

Redação Saúde no Ar*

Ana Paula Nobre

O jornalismo independente e imparcial com informações contextualizadas tem um lugar importante na construção de uma sociedade , saudável, próspera e sustentável. Ajude-nos na missão de difundir informações baseadas em evidências.Apoie e compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.