Vigitel: Saúde divulga resultados de pesquisa sobre fatores de proteção e de risco para doenças crônicas

O Ministério da Saúde lançou o Vigitel 2023. A pesquisa acontece desde 2006 e apresenta um retrato da população brasileira a respeito dos fatores de proteção e de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT). Bem como hábitos alimentares, prática de atividades físicas, uso de telas, realização de exames preventivos de alguns tipos de câncer. Além do uso nocivo de álcool, tabagismo, e aborda DCNTs já instaladas, como diabetes e hipertensão.

O Vigitel conta com a participação de adultos (acima de 18 anos) nas 26 capitais brasileiras e no Distrito Federal. Desde 2006, participaram mais de 800 mil adultos.

O inquérito fornece informações importantes para o planejamento de políticas públicas de promoção e prevenção. Os resultados embasaram, as novas metas para o Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas e Agravos Não Transmissíveis no Brasil (Plano de DANT) 2021-2030. Assim como subsidiam a avaliação de metas da agenda 2030 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

O Vigitel 2023 será a última edição da publicação antes de passar por ajustes em sua metodologia para aperfeiçoar os dados e análises do inquérito. As principais mudanças a partir da próxima edição serão: a migração de entrevistas em sua maioria para celular, diminuindo ainda mais as ligações para telefone fixo; a inclusão de recorte raça/cor, com base nos dados populacionais do IBGE; e a ampliação do número de municípios, deixando de entrevistar moradores apenas de capitais, de forma a melhor representar a situação de cada Unidade da Federação.

 

 

Campanha Vidas Importam

O jornalismo independente e imparcial com informações contextualizadas tem um lugar importante na construção de uma sociedade , saudável, próspera e sustentável. Ajude-nos na missão de difundir informações baseadas em evidências.Apoie e compartilhe