Vigilância apreende medicamentos clandestinos em Barreiras

Vigilância apreende medicamentos clandestinos em Barreiras

A Vigilância Sanitária de Barreiras, no Oeste baiano, apreendeu na manhã desta última quinta-feira (5) cerca de R$ 100 mil em medicamentos considerados clandestinos. A empresa, localizada no bairro JK, vendia os produtos sem alvará sanitário e de funcionamento. O material foi encaixotada e removido para um depósito da prefeitura.

Segundo o diretor da Vigilância Sanitária de Barreiras, Márcio Pitta, os medicamentos de saúde e suplementos alimentares seriam fabricados pelo próprio empresário, que está foragido, na cidade de Capim Grosso, e vendidos como produtos naturais de cura caseira. 

Os produtos eram vendidos em uma loja de Barreiras, que fica anexa a um depósito onde os medicamentos eram armazenados. Eles também eram distribuídos em diversas cidades do interior da região por representantes de vendas contratados pelo empresário.

Pitta afirmou que o órgão de saúde teve conhecimento da ação após uma denúncia realizada há 15 dias.  Caso o proprietário seja encontrado, ele deverá apresentar nota fiscal e comprovante de fabricação que possam comprovar a legalidade dos produtos comercializados. O empresário poderá responder por diversos crimes caso fique comprovado a irregularidade dos medicamentos. 

Os produtos serão testados testados  pela Polícia Técnica da região, e de acordo com o diretor da Vigilância, vai se tentar determinar a eficácia ou não dos produtos – um deles vendido como cura para até 35 doenças – e se as informações nos rótulos deles são realmente verdadeiras. 

Caso fique comprovada a ineficácia ou irregularidade dos medicamentos, eles serão recolhidos e levados para Lauro de Freitas, onde deverão ser incinerados em um depósito apropriado para resíduos médicos. 

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.