Setembro Amarelo: Prevenção ao Suicídio

Setembro Amarelo: Prevenção ao Suicídio

ELEVADORNo mês de prevenção ao suicídio, a Diretoria de Iluminação Pública (Dsip), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), ilumina o Elevador Lacerda de amarelo em apoio à campanha que acontece durante todo o mês de setembro. A ação tem como objetivo chamar a atenção da população para o problema, uma vez que são registrados cerca de 800 mil suicídios anualmente em todo o mundo, sendo que 12 mil ocorreram no Brasil, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

O suicídio é o nome que se dá ao ato de tirar a própria vida, ela não tem como objetivo a morte, mas sim acabar com a própria dor. Muitos fatores podem levar a isso, depressão, ansiedade, transtorno bipolar, abuso de drogas, esquizofrenia, alcoolismo, medo, humilhação ou a junção de alguns desses fatores que servem como gatilhos a pensamentos suicidas.

Do somente pensar ao fazer é preciso de apenas um passo, todas essas doenças psicológicas ou situações podem ser frutos dos problemas da vida cotidiana como trabalho, desemprego, dividas, faculdade, frustração profissional, relacionamento, bullying, cyberbullying, traumas causados por violência e entre outros. Atualmente essa é uma das grandes causas de morte de adolescentes e adultos com menos de 35 anos.

SETEMBRO AMARELOAinda por ser considerado Tabu, muitas pessoas olham o suicídio como um tema que não deve ser abordado tal como as doenças psicológicas, por isso o setembro amarelo surgiu em 2015 no Brasil para a conscientização e como uma forma de prevenção. A cada 40 segundos, uma pessoa tira a própria vida. No Brasil, 25 pessoas por dia tentam suicídio e para cada uma dessas que conseguiu cumprir seu objetivo, outras 20 tentaram sem sucesso. Se o problema é tão grande assim, por que não falamos sobre prevenção do suicídio?

 

setembroamareloEstima-se que 90% dos suicídios podem ser evitados, caso haja condições básicas para oferta de ajuda. No Brasil, o Centro de Valorização da Vida (CVV) atua há mais de 50 anos na prevenção de suicídios oferecendo aconselhamento de maneira gratuita, e dessa forma busca, apoiar emocionalmente a essas pessoas que sofrem e buscam na morte uma forma de acabar com o próprio sofrimento. Ligue para o 188 ou 141 (para casos dos estados da Bahia, Maranhão, Pará e Paraná).

 

 

Leia Também:

Setembro amarelo: Combate ao Suicidio

Suicídio em gestantes e pós-parto

DANILO PSICOLOGO ANAILZA GESTORA MANOEL VOLUNTARIO o assunto foi tema do Programa Saúde no ar desta segunda-feria (10.09) Patricia Tosta conversou com  o Psicólogo e Especialista em Saúde Mental Danilo Cruz ,com o voluntário do CVV Manoel Clarindo a Gestora de desenvolvimento Humano e empresarial Anailza Meireles. 

 

Foto: Assessoria SECOM/SAUDE NO AR 

Fonte: OMS, Dsip

Redação Saúde No Ar (AN)

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *