Portal Saúde no Ar

Salvador terá verão 30% mais chuvoso do que o normal

O verão que começou nesta terça-feira (21), terá clima diferente na capital baiana. De acordo com o Centro de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil de Salvador (Cemadec), a estação terá impactos causados pelo fenômeno La Niña ;  temperaturas altas, com chuvas intensas ao longo do trimestre.

Dessa forma, segundo o Cemadec o espera-se que chova em Salvador 30% a mais do que o esperado ao longo do verão 2021/2022  que vai até o dia 20/03/2022.

Apesar do La Niña ocorrer do outro lado da América do Sul, o fenômeno, que atuará com 80% de sua intensidade até enfraquecer no final de março, tem reflexo na circulação de ventos e na pressão do ar registrada no Brasil.

Assim, as normais climatológicas para o período na capital baiana chega a 82,5mm de chuvas em janeiro; 107,2mm em fevereiro e 156,8mm para março totalizando 346,5mm para o trimestre janeiro-março. Em 2020, choveu 412,6 mm ao longo do Verão, 19% acima da normal climatológica (346,5mm).

Chamadas de normais climatológicas é a média de parâmetros meteorológicos computadas em um período de 30 anos consecutivos; obedecendo a critérios recomendados pela Organização Mundial de Meteorologia (OMM). Assim, em Salvador, este padrão é determinado por medições realizadas nos últimos 30 anos pelo pluviômetro de Ondina.

 

 

Campanha Vidas Importam

O jornalismo independente e imparcial com informações contextualizadas tem um lugar importante na construção de uma sociedade , saudável, próspera e sustentável. Ajude-nos na missão de difundir informações baseadas em evidências.Apoie e compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.