Progresso no Parkinson

Progresso no Parkinson

O Parkinson é uma doença degenerativa que se agrava com o tempo; a doença se desenvolve quando um certo tipo de célula nervosa para de funcionar normalmente. Assim esss células nervosas que produzem dopamina sendo danificadas pode acarretar em problemas de movimento.

“Não sabemos o que causa essa perda de dopamina”, diz a Dra. Beth-Anne Sieber, especialista do NIH em distúrbios do movimento. “Mas quando chega a um certo ponto, os sintomas relacionados ao movimento aparecem.”

Ambos os genes e outros fatores parecem desempenhar um papel. A exposição a pesticidas, metais pesados ​​e poluição do ar pode aumentar o risco da doença. Contudo, a doença também pode ter origem familiar. Mas as pessoas que desenvolvem a doença geralmente não têm histórico familiar da doença. Na maioria dos casos, não está claro o que causa o distúrbio. Um dos principais fatores de risco é a idade. Afeta cerca de 1% das pessoas com mais de 60 anos.

Dessa forma, os cientistas estão tentando encontrar maneiras de diagnosticar o Parkinson antes que os sintomas relacionados ao movimento apareçam. Um estudo financiado pelo NIH está analisando por que algumas pessoas com um distúrbio do sono chamado distúrbio comportamental do sono REM – no qual eles fisicamente encenam sonhos – podem desenvolver Parkinson.

Contudo, ainda não há cura para o Parkinson. Os tratamentos se concentram no controle dos sintomas e na melhoria da qualidade de vida. Ainda assim, a analise dos pesquisadores mostra que o exercício de alta intensidade melhora os sintomas de Parkinson. Assim, agora, os pesquisadores estão tentando determinar quanto e quais tipos de exercício funcionam melhor. Eles estão testando corrida em esteira, ciclismo e outros programas.

Trechos traduzidos do inglês

Campanha Vidas Importam

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.