Educação que precisamos para desenvolver o país

Educação que precisamos para desenvolver o país

19.10 semana da educaçãoSabemos que o desenvolvimento de um país está diretamente associado à educação planejada, bem como o subdesenvolvimento a falta dela. Com um olhar a partir dos elementos históricos e fatores atuais, podemos avançar nos índices de desenvolvimento humano (IDH) saindo da posição 79° para o lugar que ocupamos como nona (9ª) economia mundal.

E qual o segredo para esse impulsionamento? o que é uma educação de alto padrão? como os atores do tecido social podem colaborar mutuamente para esse fim? como as tecnologias de informação e comunicação (TIC) podem ser ferramentas para as metodologias existentes nas práticas pedagógicas? o que os cases de exemplos poderão nos ensinar para construção da educação de alto padrão? Além dos espaços físicos apropriados, das metodologias utilizadas, a nossa educação deve apontar para a construção de uma sociedade mais justa e fraterna.

A Diretora Comercial da Empresa Digital Book, Fernanda Andrade, salientou a importância da tecnologia nesse processo:  “Existem grandes talentos na sala de aula, e o que precisamos para esse processo de transformação é trabalharmos juntos. O uso da tecnologia nas escolas é de suma importância,usar essas ferramentas para aprender, sem saber que está aprendendo ”.

Já Márcia Suede, Gestora do Programa Educação Empreendedora para o Ensino Fundamental e Médio do SEBRAE-Ba, apontou como podemos usar a educação e a criatividade como forma de crescimento: “O trabalho da educação empreendedora, não é transformar o nosso estudante em empreendedor empresarial, o objetivo é  que ele seja um cidadão critico que possa olhar seu entorno,sua realidade e ser  capaz de transformar o ambiente onde vive”.

Falar sobre educação de alto padrão no Brasil ainda é um sonho distante, pois diversos fatores atrasam seu desempenho. O presidente da Academia Baiana de Educação, Astor de Castro Pessoa, diz que:  “A academia considera que a legislação educacional é satisfatória para o país, para os estados e municípios. Só é preciso apenas um pequeno detalhe:fazer o que está na lei. Os fóruns nacional, estadual e municipal de educação,recentemente disseram o que querem para a educação.Todos os estudantes, professores, funcionários, a comunidade em  geral participam desse fórum, afirmam com muita clareza o que querem. Se você observar o resultado dos fóruns, você vai ver o que nós queremos: cumprir a legislação do ensino. Nos falta a formação inicial e continuada dos professores, tão propalada, mas que não existe, então nós precisamos fazer com que exista! Quando eu ouço falar em carência de recursos, me espanto! Quando vejo as dotações orçamentárias dos governos federal e estaduais, acho que são satisfatórias, mas muito mal aplicadas”. Afirmou Astor.

O assunto foi tema do úlltimo dia da Semana de Educação, realizada pelo Programa Saúde no ar. Patricia Tosta e Ezequiel Oliveria conversaram com a  Dirª. Comercial da Empresa Digital Book Fernanda  Andrade, com o presidente da Academia Baiana de Educação Astor de Castro Pessoa e com Márcia Suede, Gestora do Programa Educação Empreendedora para o Ensino Fundamental e Médio do SEBRAE-Ba.

Confira a matéria completa: 

Transmissão Facebook. – Vídeo Programa Saúde no ar – Panorama da Educação Brasileira

Foto: Saúde no Ar

Redação Saúde no Ar.

 

1 Comment

  1. Puxa vida, muito obrigado por compartilhar tanto conteúdo de valor. Vou continuar seguindo o blog / site e compartilhando

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *