Pandemia aumenta procura por atendimento psicologico

Pandemia aumenta procura por atendimento psicologico

Pesquisa revela que a pandemia do novo coronavírus, deixou os brasileiros mais ansiosos e deprimidos; além disso aumentou de forma significativa a procura por atendimento em serviços de saúde mental tanto na rede privada quanto na pública.

De acordo com especialistas os efeitos negativos do prolongamento e do agravamento da pandemia no país deixa essa demanda continue em alta nos próximos anos.

Pesquisa da Ipsos para o Fórum Econômico Mundial com 30 países revela que o Brasil é o quinto país onde os entrevistados mais sentiram uma piora na saúde mental no último ano: 53% dos entrevistados por aqui afirmaram que sua saúde mental mudou para pior desde março do ano passado.

Além disso, a pesquisa mostra que 53% dos brasileiros declararam que seu bem-estar mental piorou um pouco ou muito no último ano. Essa porcentagem só é maior em quatro países: Itália (54%), Hungria (56%), Chile (56%) e Turquia (61%).

Ainda assim, em meio à devastação causada pela covid-19 no país e a necessidade de isolamento social, “a percepção é de que a saúde mental das pessoas está piorando; bem como se tornou assunto mais presente no cotidiano.

Outros estudos também abordam o tema; de acordo com pesquisa publicado pela Fiocruz com outras seis universidades em meados do ano passado;  “sentimentos frequentes de tristeza e depressão afetavam 40% da população adulta brasileira, e sensação frequente de ansiedade e nervosismo foi relatada por mais de 50% das pessoas”.

 

Campanha Vidas Importam 

Veja também: Covid-19: Variante brasileira acelera intubações de jovens

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *