Portal Saúde no Ar

Medicina baiana expande e ciência clínica com moderno PET/CT totalmente digital

Medicina baiana expande e a ciência clínica com moderno PET/CT totalmente digital. Na vanguarda da inovação médica, o Hospital Santa Izabel e a Oncoclínicas disponibilizam o mais moderno equipamento de PET/CT do Brasil; nova tecnologia amplia o potencial da imagem de alta definição na área de diagnóstico e tratamento médico-hospitalar. O Hospital Santa Izabel (HSI), juntamente com o Grupo Oncoclínicas, instalou um novo equipamento de PET/CT que é considerado um dos mais modernos do mundo e proporciona melhoria acentuada na qualidade e velocidade da imagem para os pacientes, beneficiando especialmente o diagnóstico e tratamento do câncer. O maior beneficiado é o paciente.

A nova tecnologia aprofunda as investigações, proporcionando mais detalhes e definição de imagens, favorecendo a prevenção, diagnóstico e tratamento das lesões detectadas. “É um enorme avanço para as atividades de ensino e pesquisa e para a assistência à população”, disse José Antônio Rodrigues Alves, provedor da Santa Casa da Bahia. Com esta nova tecnologia, que obtém imagens de alta qualidade pela combinação de tomografia por emissão de pósitrons (PET) e a tomografia computadorizada (CT), o Câncer Center do Hospital Santa Izabel/Oncoclinicas amplia a qualidade, a segurança e a velocidade do exame, ao mesmo tempo que garante maior certeza diagnóstica e reduz a exposição dos pacientes à radiação.

A médica nuclear Adelina Sanches, responsável técnica do Serviço de Medicina Nuclear do HSI, acrescenta que o novo PET/CT está equipado com softwares de inteligência artificial para garantir as melhores respostas e o melhor diagnóstico em um intervalo de tempo menor. “Teremos mais eficiência na detecção de condições desfavoráveis de saúde quando comparado a outros métodos de varredura quanto em termos de precisão nos resultados, segurança e conforto”, assegurou a especialista.O novo equipamento é uma intervenção diagnóstica fundamental para doenças como câncer, problemas cardíacos e distúrbios neurológicos. Ele consegue definir com maior precisão estágio de doenças como o câncer, o que é determinante para fechar todo o protocolo de tratamento. As imagens permitem também avaliar a efetividade de tratamentos e revelar pequenos tumores cancerígenos e acompanhar se há metástases. Dessa forma, a nova tecnologia garante detalhamento mais profundo em diagnóstico e estadiamento e significado avanço na avaliação de resposta aos tratamentos e recorrência de doenças. A sala do Serviço de Bioimagem que abriga o novo equipamento é confortável, funcional e favorece a melhor experiência e o conforto do paciente.

O Serviço de Medicina Nuclear do Hospital Santa Izabel referência nacional em diagnóstico por imagem, atende um quantitativo expressivo de pacientes. Iniciativas promissoras e cientificamente comprovadas no campo da medicina nuclear vêm abrindo novas perspectivas terapêuticas para os pacientes e já garantem mais agilidade e resultados positivos no diagnóstico e tratamento de doenças cardiológicas e oncológicas.

Os novos procedimentos de medicina nuclear também ajudam identificar se existem células de câncer em outras partes do corpo (metástases) ou, em alguns casos, em meio ao tecido normal da próstata. “Hoje conseguimos detectar com capacidade superior e de forma mais precoce tumores muito menores do que os identificados por meio da cintilografia”, completou Adelina Sanches

O jornalismo independente e imparcial com informações contextualizadas tem um lugar importante na construção de uma sociedade , saudável, próspera e sustentável. Ajude-nos na missão de difundir informações baseadas em evidências.Apoie e compartilhe