Medicamentos: atenção a saúde dos idosos

Medicamentos: atenção a saúde dos idosos

07.11.fwOs medicamentos possuem um papel significativo para a prevenção, paliativo ou tratamento de alguma doença.  Durante o seu consumo é necessário ficar atento aos horários, quantidade, efeitos colaterais. Outro fator, que gera preocupação é a automedicação, sem consulta medica e prescrição. O Brasil é recordista mundial nessa prática, 72% dos brasileiros se medicam por conta própria, e 40% faz autodiagnostico usando a internet.

Por mais independente que seja os idosos, a saúde dessa faixa etária requer cuidados especiais para que a qualidade de vida seja mantida. Às vezes pequenos detalhes podem acarretar o agravamento de algumas doenças, o esquecimento da utilização de medicamento, o consumo excessivo (várias vezes ao dia) ou a polimedicação que pode até duplicar a chance de um infarto.

Para evitar alguns tipos de problemas deve-se atentar para: 


Em casa: 
– Fazer sempre uma lista de todos os remédios que se utiliza mesmo dos que não têm prescrição. Anotando o nome, quem receitou as quantidades, os horários e até mesmo a cor e a forma de apresentação; 
– Ler e guardar sempre as bulas; 
– Cuidar o prazo de validade e jogar fora os remédios com validade vencida; 
– Seguir os horários e quantidades de acordo com o indicado pelo médico; 
– Não utilizar remédios que não sejam prescritos para a própria pessoa, ou seja, cada prescrição é individual e não é aconselhável seguir prescrições utilizadas por vizinhos ou amigos já que cada organismo responde diferentemente a uma necessidade; 
– Não interromper o tratamento sem informar ao médico. Nem tomar doses diferentes do que as prescritas; 

Ao consultar o médico:
– Perguntar se existem escolhas terapêuticas ao invés de uso de remédios;
– Perguntar sobre a ação do remédio, o tempo de administração, como saber se está tendo o efeito esperado e o que poderá sentir enquanto fizer uso da medicação;
– Informar ao médico caso use vitaminas, fitoterápicos, laxantes e remédios sem prescrição. Eles podem alterar a ação das drogas receitadas pelo médico;
– Perguntar a respeito da administração do remédio junto à comida. Alguns podem ter efeitos diferentes tomados antes ou depois das refeições;
– A cada consulta, retomar com o médico os medicamentos que esteja usando;
– Comunicar o médico, imediatamente se tiver algum sintoma indesejado depois de tomar o remédio.

Alguns remédios devem ser tomados com atenção redobrada, e apenas com prescrição médica, são eles:
– Antidepressivos – possuem efeitos colaterais como constipação, boca seca, retenção urinária, problemas que por ventura possam estar presentes nos idosos.

O Especialista em Farmácia Hospitalar – UNB, Farmacêutico e Farmacovigilante do Creasi, Manoel Brasileiro foi o nosso convidado desta quarta-feira (07.11) no Programa Saúde no ar com transmissão ao vivo pela Rádios Excelsior AM 840 e Saúde no ar (web) com a condução de Patrícia Tosta.

Ouça a entrevista: 

Foto; Internete

Fonte:Manoel Brasileiro- Creasi

Redação Saúde no ar 

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *