Hospital baiano implanta terapia com polvos de crochê para bebês

Hospital baiano implanta terapia com polvos de crochê para bebês

polvos de croche

O Hospital da Mulher, em Feira de Santana implantou o uso de bonecos em formato de polvo na terapia de bebês prematuros. A unidade de saúde é a única da Bahia a oferecer o procedimento.

Mães e funcionárias do hospital participam do projeto, que ainda está em fase experimental, na confecção dos bonecos feitos de crochê. O objetivo do projeto, nomeado de Polvo Amigo, é ajudar na qualidade de vida dos pequenos. O contato com os bonecos traz uma sensação semelhante ao ambiente uterino.

No Brasil, algumas unidades já aderiram a iniciativa no tratamento de crianças nascidas com microcefalia. Para evitar qualquer problema de saúde aos bebês, os bichinhos de crochê precisam ser esterilizados a cada ciclo de 5 a 7 dias – ou antes, se houver necessidade. Quando os recém-nascidos receberem alta, poderão levar os polvos de estimação para casa.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *