FIFA lança campanha #ReachOut para melhorar a saúde mental

FIFA lança campanha #ReachOut para melhorar a saúde mental

A FIFA lança campanha #ReachOut, destinada a aumentar a conscientização a respeito dos sintomas de problemas de saúde mental; bem como incentivar as pessoas a procurar ajuda quando precisam.

Além disso, a iniciativa, conta como apoio de ex-jogadores e atuais jogadores de futebol, da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN); a FIFA está destacando a importância de uma maior conscientização sobre a saúde mental.

Durante o lançamento da #ReachOut, o presidente da FIFA, Gianni Infantino, disse que “Esta campanha é muito importante para aumentar a conscientização sobre as condições de saúde mental e incentivar uma conversa que pode salvar uma vida. Na Visão 2020-2023 da FIFA, assumimos nosso compromisso de fazer o futebol funcionar para a sociedade e agradeço aos jogadores e à Sra. Enke, que contribuíram para essa importante iniciativa.

De acordo com ele, “A depressão e a ansiedade afetam um número crescente de pessoas em todo o mundo, e os jovens estão entre os mais vulneráveis. Ter uma conversa com a família, amigos ou um profissional de saúde pode ser fundamental. A FIFA tem o orgulho de lançar esta campanha, apoiada pela Organização Mundial da Saúde e ASEAN para incentivar as pessoas a #ReachOut”. O lançamento acontece após o episodio de retirada da ginasta Simone Biles, das competições individuais das Olímpiadas de Tokyo 2020.

A campanha conta com o apoio de; Aline, Vero Boquete, Cafu, Laura Georges, Luis García, Shabani Nonda, Patrizia Panico, Fara Williams e Walter Zenga. O FIFA. com também fala com o ex-atacante do Bolton Wanderers e do Team GB, Marvin Sordell, e Sonny Pike, que foi rotulado como o “próximo grande sucesso” aos 14 anos, sobre suas experiências com a depressão. Bem como, Teresa Enke também discute a dor de perder um ente querido para o suicídio e seu trabalho com a Fundação Robert Enke.

A depressão afeta mais de 260 milhões de pessoas no mundo, enquanto cerca de metade de todas as condições de saúde mental começam aos 14 anos. O suicídio é a quarta causa de morte em jovens de 15 a 29 anos. Entre os jogadores de futebol ativos, 23 por cento relatam distúrbios do sono, enquanto 9% relataram depressão e outros 7% sofrem de ansiedade. Entre os jogadores aposentados, esses números aumentam, com 28% lutando para dormir e a depressão e a ansiedade afetando 13% e 11%, respectivamente (fonte: FIFPRO)

O secretário-geral da ASEAN, Dato Lim Jock Hoi, disse: “A saúde mental e o bem-estar são tão importantes quanto a saúde física e a segurança”; Além disso, a ASEAN ressaltou que está tomando medidas para promover a cooperação com parceiros externos em saúde mental.

 

 

 

 

Campanha Vidas Importam 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *