Em colapso: UTIs de hospitais privados de BH atingem 100% de ocupação

Em colapso: UTIs de hospitais privados de BH atingem 100% de ocupação
Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, os hospitais particulares de Belo Horizonte ultrapassaram nesta quarta-feira (17) 100% de taxa de ocupação em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados a pacientes com Covid-19.

De acordo com a prefeitura de BH, com a entrada em colapso dos 353 leitos; ou seja, 102,8% estão sendo utilizados neste momento. É o maior nível desde o início da pandemia de coronavírus.

Dessa forma, tanto a rede particular e a pública, mostram números alarmantes: a capital mineira chegou a 96,6% de ocupação em UTI para coronavírus, um novo recorde, que também beira o esgotamento sanitário.

Apenas nos hospitais públicos, a taxa de ocupação está em 91,1%. Dos 393 leitos de UTI Covid-19, pouco mais de 30 estão vagos.

Contudo, mesmo com menor taxa de ocupação, os leitos de enfermaria exclusivos para a pandemia ainda mostra taxa preocupante. Na Capital tem 79,3% de ocupação ao todo.

Dos 670 leitos de enfermaria nos hospitais particulares, cerca de 110 estão vagos (83,7%). Já nas unidades do Sistema Único de Saúde, as quais possuem 1.008 leitos do tipo, aproximadamente 770 são utilizadas por doentes atualmente – ocupação de 76,4%.

Contudo, preocupa também o patamar vermelho é a media de transmissão por infectado (Rt). De acordo com a prefeitura, o nível está em 1,26, o que significa que, a cada 100 belo-horizontinos infectados com a Covid-19, outras 126 contraem doença. Há um dia, estava em 1,27.

 

Campanha Vidas Importam 

Veja também:  Vacinação de grávidas contra covid-19 pode proteger bebês

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *