Dia Mundial dos Pobres será marcado por missa

Dia Mundial dos Pobres será marcado por missa

A Praça Irmã Dulce e o Santuário Santa Dulce dos Pobres vão abrigar, neste domingo, das 7h às 13h, diversas ações e momentos de reflexão para marcar o Dia Mundial dos Pobres, celebrado este ano em 17 de novembro. A programação, que é destinada a pessoas em situação de vulnerabilidade social (principalmente em situação de rua), inclui missa, serviços de saúde e beleza e distribuição de almoço. O evento, promovido pela Arquidiocese de Salvador com apoio das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), é um convite à sociedade para refletir sobre a situação da pobreza no mundo e conclamar para uma união de esforços com o objetivo de amenizar esse triste cenário, a exemplo da fome que afeta centenas de milhões de pessoas no planeta.

A programação do domingo terá início às 7h, na Praça Irmã Dulce (Largo de Roma), com distribuição de café da manhã e oferta de diversos serviços gratuitos de saúde e beleza, a exemplo de corte de cabelo e barba, design de sobrancelha, medição de IMC – Índice de Massa Corpórea e aferição de pressão arterial. As atividades na praça incluem ainda oficina de pintura e apresentações de teatro, música e capoeira. A agenda prossegue com a celebração de uma missa, às 11h, no Santuário Santa Dulce dos Pobres, presidida pelo arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger.

Após a cerimônia religiosa, por volta das 12h, um momento especial e de forte simbolismo: a distribuição de refeições para pessoas em situação de pobreza, especialmente em situação de rua, no estacionamento do Santuário, onde serão disponibilizadas mesas e cadeiras para os beneficiados. A entrega dos primeiros pratos será feita por Dom Murilo Krieger, inspirado no gesto que também será realizado pelo Papa Francisco no mesmo dia, no Vaticano.

Instituído pelo Papa Francisco em 2017, o Dia Mundial dos Pobres marca o encerramento da III Jornada Mundial dos Pobres, iniciada no dia 10 de novembro, pela Arquidiocese de Salvador. Durante o evento, as comunidades são convidadas a realizar ações voltadas às pessoas em situação de extrema pobreza. A programação da jornada na capital baiana engloba também outras atividades, como missas, encontros para reflexão, apresentação de coral e distribuição de alimentos.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *