Demissões varejistas diminuem

Demissões varejistas diminuem

unnamed (2)O número de demissões no setor varejista deverá ser menor neste ano em nova projeção da Confederação Nacional do Comércio e Bens, Serviços e Turismo. A previsão é que o saldo entre trabalhadores admitidos e demitidos no varejo brasileiro no ano corrente deverá ficar negativo em 230 mil postos de trabalho. Na projeção anterior, de maio, esperava-se que o saldo deste ano fosse de menos 279 mil vagas no comércio.

Nos últimos 12 meses, 3,52 milhões de pessoas foram demitidas – o menor nível desde dezembro de 2010 (3,5 milhões). O ramo de móveis e eletrodomésticos é o que menos oferece vagas de trabalho no ranking da queda de ofertas empregatícias com um índice negativo de 9,1; o segmento de livrarias e papelarias figura na lista com -6%; já a terceira posição é ocupada pelo setor comercial automotivo, com -5,9%. Não obstante, esses três segmentos são os que mais se destacam negativamente em número de vendas.

Confira também

Brasileiro está mais otimista

Sai 1ª parcela do décimo para aposentados

Os dados significam que a confiança do comércio tem aumentado nos últimos meses, destacando-se que desde 2009 não havia índice de demissões tão baixo quanto o atual. Porém, ainda existe certo pessimismo no setor e a retomada das contratações só tende a melhorar quando o acesso ao crédito – um dos principais fatores que afetam o consumo – ser mais favorável ao consumidor.

Redação Saúde no Ar*

João Neto

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.