Coronavírus - Notícias atualizadas

Coronavírus - Notícias atualizadas

O número de casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus, o Covid-19, no Brasil aumentou de 132 para 182, de acordo com plataforma do Ministério da Saúde atualizada às 16h10 desta sexta-feira, 28. 
A situação global do vírus fez a Organização Mundial da Saúde elevar o patamar de alerta para “muito alto”. E nem cachorros escaparam da doença. Em Hong Kong, um cão foi levado para isolamento.

País segue com um caso confirmado, o de um homem de 61 anos na capital paulista que está em isolamento domiciliar. Nos últimos sete dias, 20 países confirmaram os primeiros casos da doença, segundo levantamento feito pelo G1 com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) e informações de agências de notícias.
A Itália confirmou mais duas mortes por Covid-19, levando o número de vítimas fatais no país a 14. São 528 casos confirmados, o maior número no continente europeu.

O número de infectados no Irã subiu para 254, segundo a Associated Press. Com 26 mortos, o número de vítimas fatais no país é o maior fora da China. No Kuwait, um novo levantamento apontou 43 casos, em relação a 26 anteriores. A vice-presidente do Irã, Masoumeh Ebtekar, foi confirmada com coronavírus.

Até a quarta-feira (26) de acordo com a OMS, 44 países haviam registrado infecções pelo novo coronavírus ao redor do mundo. Ainda não entraram na contagem da organização a Dinamarca e a Estônia, que anunciaram seus primeiros casos nesta quinta (27). Nos EUA tem 15 casos.

O médico Jarbas Barbosa, vice-diretor da Organização Pan Americana da Saúde (Opas), braço da Organização Mundial da Saúde (OMS), disse ao Estado nesta terça-feira, 25, que a classificação de pandemia é feita quando há “transmissão sustentável” em vários países da doença. Por enquanto, a entidade classifica o surto como emergência internacional. Mas ele advertiu que, independentemente da nova posição da OMS, países têm de estar preparados para reagir rapidamente à chegada do novo coronavírus.

O que é um Coronavírus?

O Coronavírus é um grupo de vírus que comum entre os animais. Em casos raros, ele é o que os cientistas chamam de zoonótico, o que significa que pode ser transmitido de animais para seres humanos, de acordo com os Centros dos EUA para Controle e Prevenção de Doenças.

 

Sintomas de Coronavírus

O vírus pode deixar as pessoas doentes, geralmente com uma doença do trato respiratório superior de leve a moderada, semelhante a um resfriado comum. Os sintomas do Coronavírus incluem coriza, tosse, dor de garganta, possivelmente dor de cabeça e talvez febre, que pode durar alguns dias.

Para aqueles com um sistema imunológico enfraquecido, idosos e muito jovens, há uma chance do vírus causar uma doença do trato respiratório mais baixa e muito mais grave, como uma pneumonia ou bronquite.

Há alguns tipos de Coronavírus humanos que são conhecidos por serem mortais.

A síndrome respiratória do Oriente Médio, também conhecida como vírus MERS, foi relatada pela primeira vez no Oriente Médio em 2012 e também causa problemas respiratórios, mas esses sintomas são muito mais graves. Três a quatro em cada 10 pacientes infectados com MERS morreram, de acordo com o CDC.

A síndrome respiratória aguda grave, também conhecida como SARS, é o outro Coronavírus que pode causar sintomas mais graves. Identificado pela primeira vez na província de Guangdong, no sul da China, de acordo com a OMS, causa problemas respiratórios, mas também pode causar diarreia, fadiga, falta de ar, dificuldade respiratória e insuficiência renal. Dependendo da idade do paciente, a taxa de mortalidade por SARS variou de 0 a 50% dos casos, sendo os idosos os mais vulneráveis.

 

Atualmente, acredita-se que o Coronavírus de Wuhan seja mais leve que o SARS e o MERS e leva mais tempo para desenvolver sintomas. Até hoje, os pacientes têm uma experiência de tosse leve por uma semana, seguida de falta de ar, levando-os a visitar o hospital, explica Peter Horby, professor de doenças infecciosas emergentes e saúde global da Universidade de Oxford. Até o momento, cerca de 15% a 20% dos casos se tornaram graves, exigindo, por exemplo, ventilação no hospital.

Como se espalha

Os vírus podem se espalhar pelo contato humano com os animais. Os cientistas acham que o MERS começou em camelos, de acordo com a OMS. Com a SARS, os cientistas suspeitavam que os gatos civetas eram os culpados. As autoridades ainda não sabem qual animal pode ter causado o atual surto em Wuhan.

Quando se trata da transmissão de vírus de humano para humano, geralmente acontece quando alguém entra em contato com as secreções de uma pessoa infectada, como gotículas na tosse.

Dependendo da virulência do vírus, tosse, espirro ou aperto de mão podem causar exposição. O vírus também pode ser transmitido ao tocar em algo que uma pessoa infectada tocou e depois em sua boca, nariz ou olhos. Às vezes, os profissionais da saúde podem ser expostos manipulando os resíduos de um paciente, de acordo com o CDC.

A transmissão de humano para humano foi confirmada para o Coronavírus Wuhan, mas agora os especialistas estão tentando entender quem está transmitindo mais, quem está em maior risco e se a transmissão está ocorrendo principalmente em hospitais ou na comunidade. O SARS e o MERS foram amplamente transmitidos dentro de hospitais, disse Horby.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *