Com avanço das variantes o progresso contra o vírus nos EUA estagnou

Com avanço das variantes o progresso contra o vírus nos EUA estagnou

Os casos de coronavírus nos Estados Unidos aumentaram novamente depois de atingir um ponto baixo no final do mês de março de 2021; dessa forma, alguns dos estados que impulsionam a tendência de aumento também acabaram atingidos mais duramente por variantes; de acordo com uma análise de dados da Helix , uma empresa de testes de laboratório.

Contudo, a chegada de imunizantes no país acelerou desde que as primeiras doses administradas em dezembro; atingindo recentemente uma média móvel de mais de três milhões de doses por dia. E os novos casos nos Estados Unidos apresentaram uma tendência de queda acentuada no primeiro trimestre do ano, caindo quase 80% de meados de janeiro até o final de março.

Por outro lado, durante esse período, os estados também cancelaram as medidas de controle de vírus e agora os dados de mobilidade mostram um aumento no número de pessoas que se socializam e viajam . Em meio a tudo isso, as variantes mais contagiosas têm ganhado espaço; dessa forma os novos casos são quase 20% mais altos do que no ponto mais baixo em março.

“É uma situação bastante complexa, porque o comportamento está mudando, mas você também tem essa mudança no próprio vírus ao mesmo tempo”, disse Emily Martin, epidemiologista da Escola de Saúde Pública da Universidade de Michigan.

Fonte: New York Times – Traduzido do inglês

 

 

Campanha Vidas Importam 

Veja também: Reinfecção por Covid-19 pode ser mais agressiva mesmo sem variantes

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *