Bolsa salva vida de 150 mil bebês prematuros

Bolsa salva vida de 150 mil bebês prematuros

prematurosNão custou milhões,  mas salvou a vida de mais de 150 mil bebês prematuros.  A  Embrace uma bolsa que, com princípios extremamente básicos da Física, consegue manter aquecido o prematuro, dando-lhes a sensação de ainda estarem no útero da mãe foi a invenção.  Os inventores, uma turma de MBA (da sigla em inglês, Master Business Administration)  da Universidade de Stanford, na Califórnia.

Em forma de envelope, o Embrace  é preenchido com um tipo de material gelatinoso que pode ser aquecido tanto com eletricidade como com água quente. E o melhor: demora pouco, entre 10 a 15 minutos para manter o bebê aquecido por seis horas. Os inventores reclama da falta de financiamento para fabricar mais bolsas e salvar mais bebês.

“Nós queremos ajudar muitos bebês .Foram mais de 150 mil até o momento, mas o objetivo é que nós possamos chegar a um milhão. O problema, como ocorre em vários outros projetos, é que nós não temos o financiamento necessário ainda”, afirma Jane Chen, uma das criadoras da bolsa.

O custo de produção do Embrace é de US$ 200 por cada envelope, infinitamente inferior ao que tem de ser gasto para a confecção de uma incubadora padrão. A simplicidade do projeto e seu baixo custo poderá  salvar milhares de bebês prematuros, principalmente os de origem pobre com menos chances de sobreviver.

Fonte: Yahoo

A.V.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *