Bahia lidera geração de energia eólica

Bahia lidera geração de energia eólica

Em 2019, a Bahia liderou nacionalmente a geração de energia renovável no país. Por fonte eólica 31,8%, a solar fotovoltaica 33,7% . No estado a fonte eólica cresceu mais de 50% e a fotovoltaica mais de 70% em relação a 2018. Os parques em operação investiram mais de R$ 20 bilhões e criaram 32,2 mil empregos. Os dados constam do Informe Executivo de Energias Renováveis de dezembro, divulgados nesta sexta-feira (24), pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

Eólica

De janeiro a novembro de 2019, foram gerados 15.152 Gigawatts (GW) hora/ano, energia capaz de abastecer 126 milhões de residências/ano, beneficiando 378 milhões de habitantes/ano. Equivalente a 27 vezes a população baiana, que atualmente corresponde a 14,8 milhões de habitantes. A Bahia tem 165 parques eólicos em operação, com capacidade instalada de 4GW e mais de 1.340 aerogeradores. Até 2025, a previsão é que a Bahia alcance 6,3 GW de potência instalada.

Solar

Os excelentes níveis de radiação solar fizeram a Bahia se destacar com o aproveitamento de recursos naturais. São 29 parques fotovoltaicos em operação, com 777 Megawatts (MW) de capacidade instalada e mais de 3 milhões de módulos fotovoltaicos, onde já foram investidos R$ 3,8 bilhões, nos municípios de Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Casa Nova, Guanambi, Itaguaçu da Bahia, Juazeiro e Tabocas do Brejo Velho. Foram gerados mais de 10 mil empregos diretos na fase de construção dos parques que já estão em operação.

A Bahia tem 14 parques que ainda não começaram a ser construídos. A previsão é que eles incluam na rede elétrica 657 MW até 2024, com investimento de R$ 2,8 bilhões e geração de mais de 8,5 mil empregos diretos na fase de construção. “A partir do acompanhamento do setor, estamos aguardando um crescimento de usinas solares centralizadas, principalmente para comercialização no mercado livre. O custo dos equipamentos, avanços tecnológicos e processo de desenvolvimento dos projetos, viabilizou e serão os pontos cruciais para o expoente crescimento do setor solar”, aponta Laís Maciel Lafuente, diretora de Interiorização do Desenvolvimento da SDE.

Leilão 2020

A Bahia lidera a lista de projetos inscritos para o próximo leilão de energia nova, previsto para 28 de maio, com 481 empreendimentos. Desse total, são 281 projetos eólicos e 200 de fonte solar fotovoltaica. Em relação à oferta, os empreendimentos baianos somam 14.801 MW, mais de um quarto de toda a capacidade inscrita para o leilão. O total inscrito no leilão foi de 51.438 MW, provenientes de 1.528 empreendimentos.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *