Aprovação de médicos recém-formado requer atenção

Aprovação de médicos recém-formado requer atenção

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP), publicou nos últimos anos relatórios de pesquisa dos médicos recém-formados que passaram por prova do conselho. O relatório aponta que até o ano de 2016 mais da metade dos formados eram reprovados nos exames. Nos anos de 2017 e 2018 foram o total de 61% dos participantes aprovados.

Em 2016, de 2,677 ingressos no curso de medicina, 1,511 foram reprovados no exame. Para aprovação no teste é necessário acertar 60% das 120 questões. Em 2015, 48,1% foi reprovado no exame. Já nos anos seguintes a instituição revela que 61% dos recém-formados conseguiram a aprovação.

Em todos os anos em que foram aplicadas as avaliações, estudantes formados ou finalizando a formação em escolas públicas tiverem melhor desempenho na avaliação, do que aqueles formados em instituições privadas. Os egressos das universidades privadas reduziu de 56,8% para 53,5%. No curso público, 81% dos alunos foram aprovados em 2018, superando os resultados de 2017, com 79,7%.

Durante avaliação,  86% erraram na abordagem de pacientes vitimas de acidentes de transito, outros 69% não sabiam as diretrizes para medir a pressão arterial e 68% não acertaram no atendimento para pacientes infarto.

Por: Joice M Araujo

Fonte: Cremesp

Leia também: Médicos pelo Brasil

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *