Após episódio de contaminação por raiva, secretaria faz campanha de vacinação

Após episódio de contaminação por raiva, secretaria faz campanha de vacinação

1704102016085319Vacina-cães

Texto: Redação

Após a notícia de um caso suspeito de raiva em um homem de 35 anos, morador do bairro de Plataforma, no Subúrbio Ferroviário, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que enviou uma equipe do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) para realizar a vacinação de possíveis animais não imunizados na região da ocorrência.

Mordido por um cachorro na mão esquerda em 20 de dezembro de 2017 passado, o homem só procurou o serviço de saúde para vacinação 10 dias depois do incidente, período que possibilita a abertura de uma janela imunológica para o desenvolvimento do agravo.

"Estamos falando de um paciente que realizou o ciclo completo do soro antirrábico humano, mas que demorou muito para iniciar o processo de imunização. Esse tempo entre o momento do acidente e a hora em que o rapaz foi vacinado, abre a possibilidade para o desenvolvimento do agravo. Sempre nesses casos de acidentes com animais a orientação é que o indivíduo busque de imediato uma unidade de emergência para avaliação médica", pontuou Isabel Guimarães, coordenadora de Vigilância à Saúde, explicando ainda que o município disponibiliza a vacina e o soro antirrábico para humanos em caso de ferimentos provocados por animais suspeitos nas nove UPA's da rede.

Ainda de acordo com a SMS o paciente segue internado no Hospital Couto Maia e amostras laboratoriais seguem sob análise para confirmação das causas sintomáticas. O último caso de raiva humana registrado em Salvador foi no ano de 2004. 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *