A homeopatia também pode curar os animais

A homeopatia é uma prática médica recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Passou a ser utilizada também na medicina veterinária a partir dos anos 1980, mas ganhou espaço nos últimos 10 anos. O tratamento homeopático para animais conta com o mesmo princípio que para seres humanos, pois os bichos também têm essa energia vital que pode sofrer desequilíbrios. Com a restauração dessa ordem eles podem recuperar a saúde.

Segundo matéria do site Bolsapet, a homeopatia veterinária tem como objetivo básico restabelecer a saúde do bichinho por meio de medicamentos naturais diluídos em água, que não causem efeitos colaterais.

Alguns acreditam que funciona apenas como placebo, e outros acham que é a mesma coisa que a utilização da fitoterapia, mas segundo os homeopatas, apesar de medicamentos homeopáticos serem feitos de substâncias naturais, como plantas e minerais, eles atuam de forma diferente dos medicamentos fitoterápicos ou até mesmo alopáticos.

Estímulo direto ao sistema imunológico

O sistema homeopático estimula diretamente o sistema imunológico no nível mais básico, o que poucas modalidades médicas podem fazer, ou melhor, estimula o organismo em níveis subatômicos, agindo em unidades que compõem os elementos das células. Tratamentos herbais e alopáticos podem, na melhor das hipóteses, afetar apenas o nível molecular; no entanto, a medicina homeopática vai à raiz do problema.

A homeopatia estimula o sistema imunológico do organismo e, então, o animal sob influência homeopática pode se restabelecer e curar.

A princípio, a homeopatia pode ser utilizada para tratar qualquer tipo de problema de saúde dos bichinhos, e pode ser usada em qualquer animal, desde pequenos pets até grandes animais como cavalos e grandes felinos.

Doenças agudas ou crônicas

Há quem acredite que, por utilizar doses bem pequenas (daí o termo “doses homeopáticas”), o tratamento será lento e os resultados irão demorar muito a aparecer, mas isso não é verdade. Como já foi colocado, quem se cura é o animal, e a velocidade dos resultados depende de como seu organismo vai reagir e do quanto precisa ser restabelecido.

Por exemplo, se o animalzinho está com uma diarreia, logo nas primeiras doses ele já começa a melhorar e se restabelecer; no entanto, problemas crônicos, como as dermatites em cães que têm essa tendência, como no Buldogue Francês, podem requerer um tratamento mais longo, pois o desiquilíbrio é maior.

Combinar o uso de medicamentos homeopáticos e alopáticos nem sempre dá certo e é contraindicado por alguns médicos veterinários. Isso porque alguns tipos de medicamentos podem apresentar incompatibilidades que podem fazer muito mal ao bichinho, como o uso de corticoides (anti-inflamatórios) combinado a homeopatia. O ideal é escolher uma linha de tratamento e seguir com ela.

homeopatia é recomendada inclusive para problemas de comportamento como depressão, hiperatividade, destrutividade, agressividade, pois enxerga esses males como perturbações da energia vital. Males bastante comuns como a displasia coxofemoral e luxação de patela também respondem bem ao tratamento.

Portal Saúde no Ar

A.V.

O jornalismo independente e imparcial com informações contextualizadas tem um lugar importante na construção de uma sociedade , saudável, próspera e sustentável. Ajude-nos na missão de difundir informações baseadas em evidências.Apoie e compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.