A fome e o desperdício de alimentos

A fome e o desperdício de alimentos

A humanidade possui milhões de famintos, porém, no Brasil, seis milhões de toneladas de hortaliças e sete milhões de toneladas de frutas, são desperdiçadas durante o percurso entre o produtor e consumidor final.Além disso, até mesmo após chegar ao consumidor uma grande quantidade de alimentos são jogadas no lixo.As informações foram divulgadas pelo setor de Agroindústria de Alimentos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa)

No mundo, 1,3 milhão de toneladas de alimentos são perdidas ou desperdiçadas todos os anos, de acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (ONU).

Enquanto a fome ainda afeta uma em cada oito pessoas no mundo, um terço do que se produz não chega à mesa e engrossa o volume de lixo orgânico ainda sem destinação adequada. Isso aumenta a quantidade de lixo criando sérios problemas ambientais.

Uma Campanha da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (ONUAA) quer mudar panorama.Os números brasileiros são, na verdade, apenas projeções da Embrapa. entre 1997 e 2000 identificou os percentuais de perda na cadeia produtiva de frutas (30%) e hortaliças (35%)Uma campanha do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) em parceria com a (ONUAA) quer promover uma mudança global de hábitos relacionados ao desperdício de alimentos.

O assunto é o tema central das ações em torno do Dia Mundial do Meio Ambiente. A Comissão Europeia também tem conselhos e elaborou uma cartilha para prevenir o desperdício de comida no velho mundo. Mas as dicas servem também para os brasileiros. Planejar as compras, organizar a geladeira, preferir alimentos a granel – vendidos na quantidade desejada, reutilização dos restos e compostagem das sobras estão entre as sugestões.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *