80% das crianças brasileiras consomem alimentos ultraprocessados com frequência

80% das crianças brasileiras consomem alimentos ultraprocessados com frequência

De acordo com pesquisa inédita coordenada por pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); 80% das crianças brasileiras de até 5 anos costumam consumir alimentos ultraprocessados, como biscoitos, farinha e refrigerantes.

Segundo o levantamento que faz parte do Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (Enani); contou com analise de visitas domiciliares em 123 municípios brasileiros entre fevereiro de 2019 e março de 2020, totalizando 14.558 crianças menores de 5 anos.

Além disso, o estudo mostra que apenas 22,2% das crianças brasileiras de 6 a 23 meses; contam com alimentação preferencialmente baseada em vegetais e frutas, em detrimento de produtos industrializados.

Dessa forma, o pesquisador do Instituto de Nutrição Josué de Castro da UFRJ, Gilberto Kac; ressaltou em entrevista que as propriedades dos alimentos como um dos motivos para os responsáveis alimentarem os filhos com esses produtos.

“Os resultados do ENANI mostram que, em geral, a alimentação das crianças brasileiras está distante das recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS). As prevalências dos indicadores estudados apontam as grandes desigualdades sociais do Brasil. Esperamos que os novos resultados possam ajudar a planejar estratégias de promoção da alimentação saudável, bem como o monitoramento da evolução desses indicadores ao longo do tempo”, finalizou Gilberto Kac.

 

Campanha Vidas Importam

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.