20 de Janeiro - Dia do Farmacêutico

20 de Janeiro - Dia do Farmacêutico

Nesta segunda-feira, 20 de janeiro, dia do farmacêutico o programa Saúde em Foco entrevistou o Presidente do Conselho de Farmácia do Estado da Bahia, Alan Brito, sobre a importância da profissão.

Fora do Brasil, a data é comemorada no dia 25 de setembro, segundo o Conselho da Federação Internacional Farmacêutica. No Brasil, o dia 20 de janeiro foi escolhido em homenagem a fundação da Associação Brasileira de Farmacêuticos (ABF) em 1916. Porém, desde 23 de março de 2007 o Conselho Federal de Farmácia, por meio da resolução nº460, estabeleceu o dia 20 de janeiro como dia do Farmacêutico.

Os farmacêuticos são profissionais de grande tradição, sucessores dos boticários e apotecários. Responsáveis pela produção de medicamentos, desde a produção industrial até o consumidor, segurando o uso seguro da medicação.

Importância

Os profissionais de farmácia são responsáveis por além da forma que os medicamentos são vendidos e usados. Estudam diversos tipos de medicações e como agem no organismo, qual dosagem ideal e qual medida ingerida pode ser prejudicial.

A profissão é marcada pela assistência e atenção farmacêutica sendo tão ampla quanto outras voltas a saúde, podendo ser dividida em duas grandes áreas: Analise clínica e o grupo responsável pela parte de medicamentos (fármacos). Atuando também na indústria alimentícia e cosméticos, chegando a 135 especialidades.

Alan Brito, ressalta que os estabelecimentos que vendem medicamentos e não possuem um profissional farmacêutico, vendem de forma ilegal. Sendo o Conselho de Farmácia, responsável pela fiscalização junto a outros órgãos.

“Quando recebemos alguma denúncia sobre esses estabelecimentos, procuramos parcerias com a vigilância sanitária, até mesmo o ministério pulico para fechar o estabelecimento. O que pedimos a população é que sempre procure um local onde respeitem a legislação. Não podemos deixar de ter um profissional adequado para nos orientar “, Concluiu.

Qualquer medicamento, por mais inofensivo que aparenta ser, pode desencadear gravíssimas reações indesejáveis. Problemas são inerentes a esses produtos. Para evitar ou diminui os riscos pelo uso necessária a orientação farmacêutica.

Mais informações:

Diferente do profissional da farmácia e atendente deste tipo de comércio. O farmacêutico, desenvolve um papel de grande importância dentro da sociedade, buscando melhorar a qualidade de vida da população. Registros indicam existência da profissão a mais de 2 mil anos. Com a evolução da tecnologia e novas técnicas a profissão continua em evolução. Além do trabalho na metodologia analítica, também atua no processo produtivo e descoberta de novas drogas.

Em pesquisa realizada pela Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz, órgão do Ministério da Saúde, revela que, em 2006, quase 33 mil pessoas foram intoxicadas por esses produtos. Entre as causas, estão o uso acidental, os erros na administração, os efeitos adversos, as interações entre medicamentos e a automedicação. Apenas 25% das pessoas que adquiriram medicamentos foram orientadas sobre o seu uso.

Nas emergências, 40% dos pacientes são atendidos em decorrência do mesmo problema. Segundo informações do Centro de Assistência Toxicológica – Ceatox de São Paulo, revelam que, de dez casos de intoxicações, quatro têm origem no uso de medicamentos.

Veja entrevista completa: Dia do Farmacêutico

Fonte: Conselho Regional de Farmácia do Estado da Bahia

Leia também:

Como utilizar antibióticos corretamente

Uso racional de medicamentos 

Lei obriga presença de farmacêuticos em farmácia 

por: Joice M Araujo

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *