Vitamina A: a nutrição no combate às sequelas do sarampo

Vitamina A: a nutrição no combate às sequelas do sarampo

O Ministério da Saúde disponibilizou para os estados, que estão com surto de sarampo, 2.650 cápsulas de Vitamina A.  Esse público é mais suscetível aos danos causados pela doença, como cegueira e até óbitos, e a Vitamina A é protagonista na prevenção dessas complicações. Atualmente, dos seis óbitos registrados pela doença no país, quatro foram em crianças menores de um ano de idade. Cada criança, com suspeita de sarampo, deve receber, via oral, duas doses da Vitamina A 50.000 UI. A primeira dose deve ser administrada imediatamente ao momento da suspeita na Unidade de Saúde. Para diminuir os riscos de transmissão da doença, a segunda dose deverá ser administrada no dia seguinte, em domicílio.

Novos envios poderão ser feitos pelo Ministério da Saúde, mediante solicitação do gestor local e a depender da disponibilidade de estoque. Atualmente já está disponível na rotina dos serviços de saúde, como parte do programa de suplementação de Vitamina, a oferta de cápsulas de Vitamina A, na concentração 100.000 UI, para crianças entre 6 e 11 meses e 29 dias de idade, e de 200.000 UI para crianças maiores de 12 meses de idade.

Fontes da vitamina  A : leite integral, fígado,  frutas e legumes de cor amarela alaranjados como por exemplo: cenoura, manga, abobora,, mamão, óleos e frutas oleaginosas (buriti, pupunha, dendê, pequi), que possuem substâncias transformadas em vitamina A no organismo humano.

Fonte: Ministério da Saúde.

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *