Utilizar transporte público para ir ao trabalho é melhor para a saúde

transporteUm estudo japonês apresentado na conferência anual da American Heart Association neste fim de semana em Orlando, na Flórida – Estados Unidos, aponta que pegar transporte público para chegar ao trabalho reduzir o risco de doenças cardiovasculares, o sobrepeso e o diabetes. De acordo com os pesquisadores, a prática reduz as doenças melhor do que caminhar ou andar de bicicleta, além de beneficiar o meio ambiente.

A pesquisa contou com aproximadamente 5.900 pessoas com idade entre 49 e 54 anos, em média. Questionários sobre suas atividades físicas e sobre como vão para o trabalho, também integram ao estudo realizado em Osaka, em 2012.

No Japão, a maioria dos homens recorrem ao carro para chegar ao trabalho, no entanto, as mulheres escolhem o transporte público, caminhar ou andar de bicicleta.

Nas análises, pesquisadores comprovaram que as pessoas que utilizam diariamente ônibus, trem ou ambos para ir ao trabalho. Foram analisadas também as que fazem o percurso diário de carro, pé ou de bicicleta. Idade, sexo e até mesmo o hábito de fumar, foram alguns fatores levados em consideração.

Resultados mostram que os indivíduos que adotam o transporte público reduziram em 27% o risco de hipertensão e em 34% de diabetes, em comparação com os outros grupos. O que comprava que pegar o ônibus ou trem seria melhor para hipertensão e diabetes do que fazer o trajeto a pé ou de bicicleta diariamente.

De acordo com os autores, isso ocorre devido ao fato das pessoas caminharem mais para tomar o ônibus ou o trem do que aquelas que vão para o trabalho a pé ou de bicicleta.

Para a Hisako Tsuji, diretora do Centro de Serviços de Saúde Moriguchi, em Osaka, se a pessoa demorar mais de vinte minutos para chegar ao trabalho a pé ou de bicicleta, provavelmente usará o transporte público ou o carro no Japão. A diretora salienta que as pessoas devem considerar o transporte público, em vez do carro, como parte de uma atividade física regular. Ela destaca que a prática de utilizar transporte público, pode ser útil para os médicos receitar a seus pacientes uma maneira diferente de ir para o trabalho.

Apesar dos resultados obtidos, a médica Tsuji enfatizou que o estudo limita o alcance da medida, já que a pesquisa foi realizada apenas com a população japonesa – considerada também uma população que sofre menos com o excesso de peso do que a norte-americana.

*Redação Saúde no Ar Salvador (L.O)

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.