Unicamp cria fórmula para combater mosquito da dengue com partícula de amido de milho e óleo de tomilho

Unicamp cria fórmula para combater mosquito da dengue com partícula de amido de milho e óleo de tomilho

 

Pesquisadores da Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) desenvolveram uma partícula biodegradável, feita de amido de milho e óleo essencial de tomilho, capaz de combater as larvas do mosquito Aedes aegypti.

O óleo de tomilho é um agente larvicida letal para o transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya.

“Conseguimos obter uma partícula que se comporta exatamente como os ovos do mosquito. Enquanto o ambiente está seco, ela se mantém inerte e conserva o agente ativo protegido. A partir do momento em que entra em contato com a água, começa a inchar para permitir a liberação do larvicida”, explica a professora Ana Silvia Prata, coordenadora do estudo.

A professora da FEA explicou que a concentração do óleo essencial de tomilho na partícula é muito baixa e, por isso, não afetaria a saúde de animais e seres humanos.

“A taxa é muito inferior ao limite de toxicidade para um animal ou uma criança que venha a ingerir acidentalmente”.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *