União Europeia acusa Amazon de usar dados para obter vantagem indevida

União Europeia acusa Amazon de usar dados para obter vantagem indevida

De acordo com reguladores da União Europeia (UE); a UE entrou com ações antitruste (lei que investiga praticas anticompetitivas de empresas) contra a Amazon; a empresa é acusada de usar dados para obter vantagem injusta sobre comerciantes que usam a plataforma.

contudo; segundo a comissão executiva da UE; eles discordam do uso sistemático de dados de negócios não públicos pela Amazon em serviços de comércio eletrônico na França e na Alemanha; os dois maiores mercados da empresa na UE, para evitar “os riscos normais da concorrência e alavancar seu domínio”.

De acordo com informações; a empesa passou começou a passar por investigação em 2018; e tem concentrado papel duplo como mercado e varejista. No ano passado, mais da metade dos itens vendidos na Amazon em todo o mundo eram desses comerciantes externos.

Por outro lado; por causa da acusação da UE, a Amazon pode ser multada em até 10% de sua receita anual mundial. A empresa rejeita as acusações. Além disso, a Amazon pode responder às acusações por escrito e apresentar o caso em audiência.

Outra investigação

Margareth Vestager também abriu uma segunda investigação na Amazon. Além disso, o bloco europeu quer saber se a empresa favorece seus próprios produtos e os de terceiros que usam seus serviços de logística e entrega. Dessa forma; esse é o mais recente esforço da UE para restringir o poder das grandes empresas de tecnologia, após uma série de multas antitruste multibilionárias contra o Google em anos anteriores.

Veja também: Eleições 2020: Saiba como justificar ausência

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *