Terapias integrativas

Terapias integrativas

TERAPIAS

 

 

Cada vez mais populares e acessíveis, as terapias integrativas são recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como prática terapêutica, além de ser fundamental na recuperação da saúde. No Brasil, já são aderidas pelo SUS, sendo as mais comuns, Acupuntura, Homeopatia, Fitoterapia e Massoterapia sendo uma das áreas de atuação do fisioterapeuta. Com essas técnicas, o profissional visa harmonizar e equilibrar entre si todas as dimensões do ser humano, atuando não só no corpo físico, mas também nas energias mais sutis. A cura é buscada através de estímulos sensoriais, não apenas com objetivo de eliminar os sintomas, mas para restabelecer o relacionamento da pessoa com o todo universo em que está inserida, investigando e trabalhando a causa da doença.

A atuação das terapias integrativas é complementar e não devem interferir no tratamento médico, serve como um apoio no tratamento para que o corpo responda mais prontamente à terapêutica alopática utilizada. A ideia é somar ao trabalho do médico, visando o bem maior que é a saúde e bem-estar do paciente. As terapias integrativas contribuem para uma rápida melhora no quadro dos pacientes, proporcionando bem-estar e conforto, permitindo que o indivíduo fragilizado possam encontrar neste cuidado complementar, maior tranquilidade, segurança e ânimo para enfrentar a doença.

Existem inúmeras técnicas integrativas, sendo que muitas delas ainda encontram resistência no meio acadêmico, devido à falta de comprovação de sua eficácia de forma científica. Pesquisas mostram que cerca de 4.000.000 de brasileiros se beneficiam destas práticas para recuperação de sua saúde.

Algumas das práticas mais conhecidas são: terapia manual, osteopatia, microfisioterapia, terapia biocranial (crânio-sacral), fitoterapia, homeopatia, acupuntura, auriculoterapia, reflexologia, shiatsu, shantala, ayurvédica (e outras massagens), yoga, meditação, técnicas de relaxamento, hidroterapia (banhos terapêuticos) ,florais, aromaterapia, entre  outras.

FONTE: Sociedade Brasileira de Mastologia

 

Conheça algumas Terapias Complementares e Integrativas disponíveis:

 Massagem: Existem vários tipos de massagem, entre os quais podemos citar: Massoterapia, Reflexologia, Massagem Sueca, Shiatsu, Tui Na e Acupressão. A utilização das técnicas pode ser isoladamente ou em conjunto, dependendo também da escolha pessoal do profissional que executa a massagem.A Massoterapia reúne diversos procedimentos que estimulam e manipulam os tecidos moles (musculatura), aliviando o estresse, proporcionando o relaxamento e sendo eficaz no tratamento da dor.

A Massagem Sueca utiliza técnicas que exercem pressão nos músculos promovendo relaxamento e contribuindo com a melhora da circulação. Aplicada de forma profunda, tem a finalidade de diminuir o estresse e melhorar a mobilidade da pessoa, deixando-a mais disposta.

A Acupressão utiliza os princípios da medicina chinesa, pressionando com os dedos os pontos de acupuntura. Alongar e massagear também faz parte desta técnica com a finalidade de restabelecer a energia do corpo. A diferença com a acupuntura, é que as agulhas não são utilizadas.

O Shiatsu é uma técnica japonesa que utiliza os princípios da acupressão, visando equilíbrio do Qi ou energia, pressionando os pontos dos caminhos de energia conhecidos como meridianos, com a finalidade de fazer a energia fluir, e para proporcionar bem-estar.

O Do-In que tem os princípios do Shiatsu,só que é feito pela própria pessoa, e não pelo terapeuta.

O Tui Na é um método da medicina chinesa, mais antiga que a acupuntura, que utiliza técnicas de massagem de empurrar, puxar, pressionar e rolar da pele e tecidos moles, utilizando os caminhos energéticos.

A Reflexologia é uma forma de massagem, utilizada na China por volta de três mil anos, baseada em áreas mapeadas em determinadas partes do corpo, correspondentes às glândulas, órgãos e tecidos, onde existem milhares de terminações nervosas. A técnica vem sendo utilizada para promover relaxamento, alívio do estresse e melhora do aporte sangüíneo.

A Terapia Miofascial e Neuromuscular: tem o objetivo de localizar e diminuir pontos gatilhos (trigger points), pontos muito sensíveis, como "nós musculares", que causam dor e limitam o movimento. Visa diminuir a dor por meio da pressão profunda nos pontos identificados.

Acupuntura: É uma técnica milenar que integra a Terapia Tradicional Chinesa, que utiliza agulhas para promover o bem estar físico e emocional. Muito utilizada para a dor e náuseas. Ao contrário do que muitos pensam, é uma terapia praticamente indolor.

Meditação: É uma forma de concentração em algo ou simplesmente desligar-se de tudo naquele momento. Auxilia os processos difíceis e superação, promovendo serenidade.

Yoga: Praticada na Índia e Tibet há mais de 3.000 anos e introduzida no Ocidente no século 20. Utiliza alongamentos corporais e técnicas de exercícios respiratórios, e dessa forma trabalha o condicionamento físico e mental do paciente.

Tai Chi Chuan: É atualmente conhecido como uma série de exercícios, mas originalmente é uma arte marcial, e tem sua origem China. São utilizadas posturas para trabalhar o corpo e a mente, através de exercícios que promovem o equilíbrio e combatem o estresse. Assim como a Yoga, o Tai Chi Chuan oferece exercícios de baixo impacto, ou seja, com pequena possibilidade de provocar lesões.

Técnicas de relaxamento mental: Aqui o terapeuta utiliza palavras para induzir o relaxamento. É uma forma de Meditação, onde utiliza-se também técnicas de respiração e uso de imagens mentais.

Musicoterapia: Promove relaxamento, utilizando basicamente o sentido da audição. É realizada por meio de instrumentos musicais e uso de diversos sons promovidos por outros equipamentos, que reproduzem também sons da natureza.

Aromaterapia: Também promove relaxamento, mas pelo sentido do olfato. Trabalha zonas de prazer no sistema límbico. Os aromas mais utilizados são os de alecrim e alfazema, sendo o primeiro para alegrar e estimular e o segundo para acalmar.

Fitoterapia: Utilização de ervas para auxiliar o alívio de alguns sintomas, na forma de chá, cápsulas e tintura-mãe.

Redação Saúde no ar. 

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.