Sociedade Brasileira de Pediatria lança manual com orientações sobre uso de telas e internet

Sociedade Brasileira de Pediatria lança manual com orientações sobre uso de telas e internet

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) lançou na terça-feira um manual de orientação aos pais sobre os riscos da exposição às telas, internet e redes sociais à saúde de crianças e adolescentes.

(…) A pediatra Susana Estefenon, do Grupo de Trabalho de Saúde na Era Digital da SBP, afirma que a limitação vale para todos os tipos de telas.

“Não é a mesma relação que tínhamos com a TV há duas gerações. A tecnologia hoje é muito íntima, fazendo com que a nossa saúde e tempo sejam afetados diretamente, sobretudo nas crianças e adolescentes.”

Segundo a pesquisa TIC KIDS ONLINE – Brasil (2018), realizada pelo Comitê Gestor de Internet no Brasil, em amostra representativa de crianças e adolescentes brasileiros, entre 9 e 17 anos, foi demonstrado que 86% estão conectados. Este uso da Internet se faz pelo telefone celular em 93%, com compartilhamento de mensagens instantâneas (80% Sexo Feminino; SF e 75% Sexo Masculino; SM), uso de redes sociais (70% SF e 64% SM), fotos e vídeos (53% SF e 44% SM), jogos online (39% SF e 71% SM) e offline (56% SF e 65% SM), além de assistir vídeos, filmes e programas ou séries na Internet (83%, tanto no SF como no SM).

Principais Problemas Médicos e Alertas de Saúde de Crianças e Adolescentes na Era Digital da Sociedade Brasileira de Pediatria, [email protected]:

  • Dependência digital e uso problemático das mídias interativas.
  • Problemas de saúde mental: irritabilidade, ansiedade e depressão.
  • Transtornos do déficit de atenção e hiperatividade.
  • Transtornos do sono.
  • Transtornos de alimentação: sobrepeso/obesidade e anorexia/bulimia.
  • Sedentarismo e falta da prática de exercícios.
  • Bullying & cyberbullying.
  • Transtornos da imagem corporal e da auto-estima.
  • Riscos da sexualidade, nudez, sexting, sextorsão, abuso sexual, estupro virtual.
  • Comportamentos auto-lesivos, indução e riscos de suicídio.
  • Aumento da violência, abusos e fatalidades.
  • Problemas visuais, miopia e síndrome visual do computador.
  • Problemas auditivos e PAIR, perda auditiva induzida pelo ruído.
  • Transtornos posturais e músculo-esqueléticos.
  • Uso de nicotina, vaping, bebidas alcoólicas, maconha, anabolizantes e outras drogas.

Clique aqui e acesse o manual

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *