Sarampo: profissionais de saúde devem seguir medidas de proteção

Sarampo: profissionais de saúde devem seguir medidas de proteção

O Ministério da Saúde às Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde, responsáveis por repassar aos serviços de saúde fazem um alerta para os profissionais de saúde não se contaminarem ou propagarem a doença .

São recomendados alguns cuidados  para evitar a propagação do sarampo nas unidades de saúde do país.

Recomendações:   todos os trabalhadores dos serviços estejam vacinados; além da necessidade da oferta de treinamentos periódicos, em relação a segurança e riscos biológicos no trabalho; deve ser feito o  remanejamento das gestantes que prestam assistência diretamente aos casos suspeitos e que não têm comprovação prévia de vacinação.

 

O sarampo é uma doença respiratória grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. A transmissão ocorre quando a pessoa doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. Os primeiros sinais da doença são: febre acompanhada de tosse, irritação nos olhos, nariz escorrendo ou entupido e mal-estar intenso. Em torno de 3 a 5 dias, podem aparecer outros sinais e sintomas, como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que, em seguida, se espalham pelo corpo. A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *