São Paulo confirma primeiro caso autóctone de sarampo desde 2015

São Paulo confirma primeiro caso autóctone de sarampo desde 2015

A Prefeitura de São Paulo confirmou nesta semana o primeiro caso autóctone (de transmissão interna) de sarampo em quatro anos na cidade. Desde 2015 o município não tinha registro de circulação do vírus internamente.

O registro autóctone aumenta o nível de alerta porque é o primeiro indício de que o vírus já pode estar circulando na cidade. O caso foi inicialmente relatado em documento publicado pelo Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) da Secretaria Estadual da Saúde na última semana e confirmado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

A vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba, está disponível no SUS gratuitamente e deve ser tomada em duas doses, aos 12 e 15 meses de idade. Adultos que não se vacinaram ou que não têm certeza se foram imunizados quando crianças podem procurar os centros de saúde também. “

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *