Salvador - Inaugurada uma horta comunitária em Vila Laura

Salvador - Inaugurada uma horta comunitária em  Vila Laura

Foi inaugurada nesta sexta- feira  (‘4/01) no bairro de Brotas ( Vila Laura) em Salvador,  uma horta comunitária na Associação Baiana de Reabilitação e Educação (Abre).  No total Salvador já possui 63 hortas comunitárias.

A  área disponível em Vila Laura é de  99 m². O espaço está disponível para o  cultivo de 112 mudas de hortaliças e 28 de ervas medicinais. Foram plantadas mudas de cebolinha, coentro, amora, alface roxo, manjericão, alho poró, tomate, salsa, menta, alecrim e arruda. O objetivo do projeto é de criar uma convivência Social na comunidade e incentivar a alimentação saudável, além de criar novos espaços verdes na cidade.

“É com muita alegria que abrimos o ano fazendo parceria com essa associação, que realiza um trabalho tão importante. É uma ação que vai integrar as crianças, possibilitando o desenvolvimento e a reabilitação, através de mais um espaço lúdico e de socialização”, afirmou a gestora.

A coordenadora pedagógica da instituição, Roberta Costa, destacou a importância da ação. “A horta tem um papel de grande valia. O cultivo das plantas vai beneficiar as famílias. A implantação da horta vai trazer vários benefícios, desde a alimentação até o processo socioeducativo”, afirmou.

Ainda segundo ela,  haverá um trabalho multidisciplinar para evidenciar  a importância de preservar a natureza, a questão da alimentação saudável e principalmente da conservação do meio ambiente. “Com a colheita o custo será menor, além de do alimento saudável, sem agrotóxicos, com hortaliças orgânicas, plantadas por pelas próprias famílias.”

A Abre tem como finalidade prestar assistência às pessoas com deficiência intelectual e suas comorbidades. No local, são atendidas 312 crianças, de segunda a quinta-feira. A instituição conta com uma equipe multi e transdisciplinar, composta por médicos especialistas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, assistentes sociais, pedagogos, psicopedagogos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e educadores físicos.

 

 

 

 

Foto: Jefferson Peixoto/ Secom

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.