Revista toma atitude inusitada contra preconceito

Revista toma atitude inusitada contra preconceito

sanguecontaminadoA revista masculina alemã Vangardist achou uma maneira inusitada de iniciar uma campanha contra a estigmatização das pessoas soropositivas: imprimiu três mil cópias usando tinta misturada com o sangue  do estrategista digital Wyndham Meadque (foto) e de mais duas pessoas com HIV.

Meadque, 26 anos, que é americano e mora em Berlim,  disse que quando ouviu a proposta achou que era uma ideia maluca, mas topou participar da campanha porque achou que poderia “fazer a diferença”.

Segundo a agência de publicidade que fez a campanha para a revistaVangardist, o sangue foi esterilizado para desativar o vírus, antes de ser misturado à tinta de impressão.

Check-up

Embora esteja acostumado  a tirar sangue porque faz um check-up médico, a cada três meses, Meadque disse que doar sangue para a revista foi um “momento forte”, pois  “eu estava tirando sangue para a impressão de uma revista que seria distribuída para milhares de pessoas e se tornar algo muito maior”, afirma.

A edição limitada para a campanha contra a estigmatização dos soropositivos começou a ser vendida esta semana na Áustria, Alemanha e Suíça.”Espero que faça o máximo de pessoas falarem, pensarem e lerem sobre HIV e o que significa viver com HIV em 2015. Então as pessoas poderão ver que somos como qualquer outra pessoa,” acrescentou Meadque.

Fonte: BBC

A.V

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *