Quase 10 milhões de estudantes estão em escolas públicas sem condições básicas de infraestrutura

Quase 10 milhões de estudantes estão em escolas públicas sem condições básicas de infraestrutura

Dados obtidos em levantamento do Censo escolar 2020 apresentado ao Tribunais de Contas; bem como outras instituições; revela que 6,1 milhões alunos (26,91%) das redes municipais de ensino e 3,7 milhões (24,73%) das redes estaduais estão matriculados em escolas que apresentam ao menos um problema de infraestrutura que dificulta o cumprimento dos protocolos de segurança para o enfrentamento da pandemia.

Ao todo, 137,7 mil escolas e de 38 milhões de estudantes fizeram parte da analise; revela que o levantamento mostra como principais destaques dos problemas enfrentados nas escolas são:  conexão à internet e acesso a redes de esgoto, energia e água potável.

Além disso, com a pandemia, muitos pais tem preferido deixar o filho em casa do que mandar para a escola. Desse modo, muitas escolas,  conseguem atender com a capacidade reduzida liberada.

De acordo com Cezar Miola, presidente do Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa, o objetivo agora é insistir na fiscalização e cobrar medidas efetivas para oferecer tranquilidade aos alunos e professores.

“O objetivo é garantir o aprendizado, a retomada das atividades. E nós, com esse trabalho, temos por objetivo fornecer mais subsídios aos tribunais de contas para suas ações de controle de fiscalização”, ressalta.

 

 

Campanha Vidas Importam 

Veja também: Caixa antecipa pagamentos da 3ª parcela do auxílio emergencial

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *