Projeto de lei prevê isenção em concursos para doadores de órgãos

Novo Projeto de Lei (PL), prevê que doadores de órgãos recebam isenção na taxa de inscrição em concursos públicos. O deputado Patrick Lopes (Avante) enviou à Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) o projeto que garante a isenção dos valores das provas realizadas na Bahia pelos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, e pelas universidades.

Além disso, o parlamentar incluiu os doadores de um dos rins ou de parte do pulmão, do fígado ou da medula óssea, órgãos que podem ser doados em vida. No pedido, o deputado argumentou que é crescente o número de pessoas que realizam concursos. “São milhões de brasileiros envolvidos nesse processo”, garantiu Lopes, adiantando que seu projeto é, “sem dúvidas”, uma oportunidade relevante para estimular a doação.

Na análise do autor, a isenção “pode ter um impacto significativo para a redução do déficit de doadores no Brasil”.

De acordo com o deputado, a proposição é constitucional e atende ao Art. 24, Inciso XII da Carta Magna, que versa sobre aqueles que, comprovadamente, sejam doadores de órgãos pós-morte, e atestem essa condição por documento emitido pela entidade coletora ou órgão oficial, credenciados pela União, pelo Estado ou pelo Município, ou que conste na carteira de identidade.

 

Foto: Reprodução

 

Campanha Vidas Importam

O jornalismo independente e imparcial com informações contextualizadas tem um lugar importante na construção de uma sociedade , saudável, próspera e sustentável. Ajude-nos na missão de difundir informações baseadas em evidências.Apoie e compartilhe