Policlínicas regionais de saúde já atendem 66,9% da população

Policlínicas regionais de saúde já atendem 66,9% da população

Após a inauguração da  14ª Policlínica Regional de Saúde, erguida em Senhor do Bonfim, 363.640 moradores baianos de 11 municípios passaram a ter acesso aos serviços oferecidos neste tipo de unidade.  No Total as policlínicas já atendem 66,90% da população de 279 municípios. Em 29 de novembro, será entregue a 15ª policlínica, em Simões Filho, ampliando o atendimento no estado.

São  6,8 milhões de habitantes de 268 municípios, que já tinham acesso à assistência nas 13 policlínicas em funcionamento na Bahia.  As unidades oferecem atendimentos aos cidadãos das regiões de Guanambi, Jequié, Irecê, Alagoinhas, Feira de Santana, Valença, Santo Antônio de Jesus, Teixeira de Freitas, Paulo Afonso, Juazeiro, Vitória da Conquista, Jacobina e Itabuna. Além das que já estão em funcionamento e da entrega em Senhor do Bonfim, outras cinco policlínicas estão em construção nos municípios de Salvador (duas unidades), Barreiras, São Francisco do Conde e Simões Filho.

Com investimento de cerca de R$23 milhões entre obras equipamentos e micro-ônibus, que fazem o transporte dos pacientes, a unidade conta com 91 profissionais. São médicos, enfermeiros, psicólogo, farmacêutico, nutricionista, ouvidor, assessores técnicos, assistente social, técnicos em enfermagem, técnicos em radiologia e assistentes administrativos.

Os moradores dos municípios do consórcio formado por Andorinha, Antônio Gonçalves, Campo Formoso, Cansanção, Filadélfia, Itiúba, Jaguarari, Nordestina, Ponto Novo, Queimadas e Senhor do Bonfim têm à disposição consultas médicas em diversas especialidades como angiologia, cardiologia, endocrinologia, gastroenterologia, neurologia, ortopedia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ginecologia/obstetrícia, mastologia e urologia.

A policlínica também oferece diversos exames como ressonância magnética (com e sem contraste), tomografia (com e sem contraste), mamografia, ultrassonografia com doppler, ecocardiografia, ergometria, mapa, holter, eletroencefalograma, raio-X, eletrocardiograma, endoscopia, colonoscopia, nasolaringoscopia, colposcopia, ,histeroscopia, cistoscopia, entre outros, ligados às especialidades de oftalmologia.

A gestão da policlínica é realizada em parceria entre Governo do Estado e os municípios que integram os consórcios. Os municípios cobrem 60% dos custos de operação, sendo que o valor é dividido proporcionalmente ao número de habitantes de cada um deles, e o Estado fica responsável pelos 40% restantes.

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *