Papa Francisco: "A agressão armada contra a Ucrânia é inaceitável e deve parar"

Papa Francisco: "A agressão armada contra a Ucrânia é inaceitável e deve parar"

o Papa Francisco em sua fala na Praça de São Pedro neste domingo (13), afirmou que os bombardeios de hospitais infantis e alvos civis são uma barbárie. Fiéis acenavam com bandeiras da Ucrânia durante discurso.

“A agressão armada contra a Ucrânia é inaceitável e deve parar. Os bombardeios de hospitais infantis e alvos civis são uma barbárie, não têm uma razão estratégica válida e as cidades ucranianas correm o risco de se transformar em cemitérios”, disse o Sumo Pontífice em sua fala.

“Esta semana, a cidade de Mariupol, cidade que leva o nome da Virgem Maria, tornou-se uma cidade mártir na angustiante guerra que assola a Ucrânia. Com dor no coração, junto minha voz à das pessoas comuns que imploram o fim da guerra. Em nome de Deus, que os gritos dos que sofrem sejam ouvidos e que cessem os bombardeios e os ataques. Deus, eu te peço: pare com esse massacre!”

Também neste domingo, a administração da cidade informou que 2.187 moradores de Mariupol foram mortos desde o início da invasão. Segundo o comunicado, “Nas (últimas) 24 horas, houve pelo menos 22 bombardeios na cidade civil. Mais de 100 bombas já foram lançadas em Mariupol”.

“Deus é apenas um Deus de paz e não um Deus de guerra, e aqueles que apoiam a violência profanam seu nome. Agora, rezemos em silêncio por aqueles que sofrem e peçamos a Deus que converta os corações a uma firme vontade de paz”, disse o Papa.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.