Os Desastres Ambientais e Seus Reflexos Sociais

Os Desastres Ambientais e Seus Reflexos Sociais

Nesta sexta-feira, 08.11, no Programa Saúde no ar com transmissão das 09 às 10h, pelas Rádios Excelsior AM 840 e Web Saúde no ar, Patrícia Tosta entrevistou a Nutricionista, Neuza Miranda, a Pesquisadora da Friocruz, Nelzair Vianna, o Professor Adjunto do Departamento de Engenharia Ambiental da UFBA, Ícaro Moreira e o Colunista de Saúde e Cidadania do Portal Saúde no Ar, Ezequiel Oliveira.

Tema da entrevista: Os Desastres Ambientais e Seus Reflexos Sociais – Bem estar, Alimentação, Lazer e Turismo.

Desde o fim de agosto, quando as primeiras manchas de petróleo cru começaram a ser avistadas ao longo do litoral nordestino, as secretarias estaduais de Saúde já relataram existem 70 casos de de intoxicação já confirmados 31 em análise em Pernambuco, outros três casos foram notificados na Bahia e um no Ceará. As intoxicações são causadas causadas por contato com o óleo ou resíduos contaminados.

Neuza Miranda recomenda que as pessoas evitem se alimentar de animais marinhos provenientes das praias contaminadas por óleo. Os impactos na cadeia alimentar são imensuráveis, além disso, muitas famílias  que vivem da pesca estão impossibilitadas de trabalhar. Ela destaca que uma grande comunidade sobrevive do comércio de peixes e mariscos.

Ícaro Moreira diz super preocupado porque a mancha só foi contida chegando nas praias e manguezais, e os  poluentes contidos no óleo já contaminou  os animais que fazem parte alimentação  do  baiano. “Não lembro,  não me recordo, na literatura,  um acidente de tão grande extensão como o que passamos neste momento”, afirmou Ícaro.

Pesquisadores da UFBA, fizeram uma pesquisa, coletando animais de algumas praias afetadas. Todos os animais possuíam óleo nas vias respiratória e digestivas.

Ouça o áudio completo da entrevista:

 

Vídeo com uma pequena parte do programa

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *