ONU aprova pela primeira vez, cessar fogo em Gaza

O Conselho de Segurança da ONU aprovou nesta segunda-feira (25), pela primeira vez, uma resolução pedindo um cessarfogo imediato na guerra entre Israel e Hamas na Faixa de Gaza. O documento contou com 14 votos favoráveis e a abstenção dos Estados Unidos.

O Texto aprovado estipula que a pausa aconteça durante o Ramadã, que começou em 10 de março e vai até 9 de abril. Documento é de cumprimento obrigatório, mas ONU não tem poder coercitivo. Secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, pediu que o governo israelense acatasse a decisão do conselho.

A aprovação, no entanto, não uma solução para a guerra. O desafio agora é garantir que os atores envolvidos nela – o governo de Israel e o grupo terrorista – cumpram as determinações exigidas no texto da ONU.

Isso porque, embora as resoluções do Conselho de Segurança sejam juridicamente vinculativas, na prática acabam ignoradas por muitos países.

“Ele tem o direito de defender Israel, o direito de continuar perseguindo o Hamas, mas ele precisa prestar mais atenção às vidas inocentes que estão sendo perdidas como consequência das ações tomadas”, disse, Joe Biden.

O jornalismo independente e imparcial com informações contextualizadas tem um lugar importante na construção de uma sociedade , saudável, próspera e sustentável. Ajude-nos na missão de difundir informações baseadas em evidências. Apoie e compartilhe