Brasil registra a menor taxa de mortalidade infantil e fetal em 28 anos

Dados preliminares do Painel de Monitoramento da Mortalidade Infantil e Fetal de 2023, revela que o Brasil registrou em 2023 a menor taxa de mortalidade infantil e fetal por causas evitáveis dos últimos 28 anos. De acordo com o relatório, foram registradas 20,2 mil mortes, o menor número de uma série histórica desde 1996. No período, o total de óbitos contabilizado chegou a 53,1 mil, portanto 62% a mais que no ano atual.

As mortes evitáveis são aquelas classificadas como as que poderiam ser barradas por ações de imunoprevenção, adequada atenção à mulher na gestação e parto e ao recém-nascido ou diagnósticos corretos.

Segundo o monitoramento, que é realizado pelo Ministério da Saúde, ao longo deste período de quase três décadas. A queda mais brusca no índice ocorreu nos anos de 2006 e 2007. Naquela época, foram registradas 34 mil e 31,9 mil mortes infantis e fetais em cada um dos anos, respectivamente.

Além disso, os dados de monitoramento da pasta também indicam baixa nos índices de mortalidade materna de mulheres em idade fértil nos últimos quatro anos. Foram 62.641 mortes em 2023 (dados preliminares) ante 71,8 mil em 2020.

O jornalismo independente e imparcial com informações contextualizadas tem um lugar importante na construção de uma sociedade , saudável, próspera e sustentável. Ajude-nos na missão de difundir informações baseadas em evidências.Apoie e compartilhe