OMS diz que controle das DSTNs aumentaria a produtividade do Brasil em R$ 55 bilhões

OMS diz que controle das DSTNs aumentaria a produtividade do Brasil em R$ 55 bilhões

OMS

O controle de sete doenças tropicais negligenciadas (DTNs), consideradas endêmicas no País – hanseníase, esquistossomose, leishmaniose visceral, oncocercose, tracoma, filariose linfática e Chagas –, aumentaria a produtividade em R$ 55 bilhões até 2030 no Brasil. A estimativa, feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS), leva em conta, por exemplo, o impacto de faltas ao trabalho, aposentadorias precoces e sequelas que reduzem a capacidade laboral dos doentes brasileiros.
“A maior parte das doenças não mata, mas afeta de forma significativa a produtividade. Países já entenderam que a criança não tratada vai faltar à escola, tem mais riscos de anemia, seu rendimento escolar será prejudicado e, em consequência, será um adulto com formação pior”, diz Márcia de Souza Lima, uma das autoras do relatório da OMS.

OMS

JR

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *