Número recorde de países contribui com dados que revelam taxas perturbadoras de resistência antimicrobiana

Número recorde de países contribui com dados que revelam taxas perturbadoras de resistência antimicrobiana

A  Organização Mundial de Saúde (OMS) informou que um número grande de países estão verificando um aumento considerável de resistência bacteriana aos antibióticos. Um número preocupante de infecções bacterianas é cada vez mais resistente aos medicamentos disponíveis para tratá-los.

À medida que reunimos mais evidências, vemos com mais clareza e preocupação o quão rápido estamos perdendo medicamentos antimicrobianos de importância crítica em todo o mundo”, disse o Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS). “Esses dados enfatizam a importância de proteger os antimicrobianos que temos e desenvolver novos, para tratar efetivamente infecções, preservar os ganhos de saúde obtidos no século passado e garantir um futuro seguro”

Segundo a OMS, altas taxas de resistência entre os antimicrobianos freqüentemente usados ​​para tratar infecções comuns, como infecções do trato urinário ou algumas formas de diarréia, indicam que o mundo está ficando sem meios eficazes para combater essas doenças. Por exemplo, a taxa de resistência à ciprofloxacina, um antimicrobiano frequentemente usado para tratar infecções do trato urinário, variou de 8,4% a 92,9% em 33 países declarantes.

 

 

Colabore com o Saúde no ar para continuarmos com o nosso propósito, saiba como.

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *