Mutirão de mamografia atende 1400 mulheres

Mutirão de mamografia atende 1400 mulheres

O secretário da Saúde do Estado, Washington Couto acompanhou nesta sexta-feira, 18 de julho, os trabalhos do mutirão de mamografias digitais gratuitas para mulheres na faixa etária de 50 a 69 anos, na quadra de esportes do Centro Educacional Especializado da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae Salvador). A ação é uma realização da Apae em parceria com a Clínica Delfin e a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab).

A previsão inicial era atender 500 mães e responsáveis de crianças assistidas pela Apae na quinta (17) e sexta-feira (18), no entanto, a demanda superou as expectativas e foram atendidas mil mulheres nesses dois dias e mais 400 atendimentos foram agendados para este sábado (19), totalizando 1.400 mamografias.

“Esta ação de hoje triplica o número de exames programados. Isso é muito importante para as mulheres nessa faixa etária, que estão buscando a prevenção, lembrando que esta etapa é do rastreamento, mas toda a sequência do tratamento, quando necessário, será realizada pelo Sistema Único de Saúde”, afirmou Couto.

De acordo com a assessora institucional da Apae, Angela Ventura, esta é a terceira ação realizada para atender as mães de alunos da associação. “A prevenção é o nosso objetivo principal, por isso estamos realizando este exame de rastreamento, que tem como objetivo descobrir o câncer de mama em sua fase inicial, permitindo maior chance de cura e tratamento”.

O Programa de Rastreamento, em parceria com a Delfim é o maior do Brasil e já atendeu a mais de 200 mil mulheres, em mais de 200 municípios baianos.
A mamografia é o método indicado para o rastreamento do câncer de mama nas mulheres assintomáticas, com o objetivo de descobrir a doença em sua fase inicial, permitindo o tratamento que leve a cura com o menor impacto estético possível. Esta ação realizada na Apae faz parte do Programa Estadual de Rastreamento do Câncer de Mama e segue a orientação do Instituto Nacional do Câncer (Inca) que recomenda uma mamografia em até cada 2 anos, nas mulheres entre 50 e 69 anos. Em parceria com a Delfim, o Programa de Rastreamento é o maior do Brasil e já atendeu a mais de 200 mil mulheres, em mais de 200 municípios baianos.

Fonte: Sesab

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.