Mulher dá à luz a gêmeas siamesas unidas pelo abdômen na Bahia

Mulher dá à luz a gêmeas siamesas unidas pelo abdômen na Bahia

Liliane Silva dos Santos, que estava com 36 semanas de gestação, pretendia viajar  de Santo Antonio de Jesus- BA  para Salvador com o objetivo de fazer uma consulta médica quando a bolsa rompeu. Ela teve duas filhas, Laura e Laís e são  gêmeas siameses.

No Brasil, se registra um caso para cada 150 mil nascidos vivos. Laura e Laís, passam bem. Gêmeas siamesas é um caso raro no mundo

As gêmeas nasceram no Hospital Maternidade Luiz Argolo, mantido pela Santa Casa de Misericórdia de Santo Antônio de Jesus, e estão com os batimentos cardíacos e respiração normais. Elas, que juntas pesam 3,798 kg, nasceram de parto cesáreo que durou cerca de uma hora, tempo considerado normal pela equipe médica. A mãe das bebês já sabia da condição delas desde o quarto mês de gravidez. Durante a gravidez, Liliane estava sendo acompanhada no Hospital Roberto Santos, em Salvador,

Nesta sexta-feira (16), as irmãs foram transferidas para Feira de Santana e, depois, embarcadas em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para o Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI), em Goiânia (GO), referência nacional nesse tipo de procedimento.

O HMI, unidade hospitalar do Sistema Único de Saúde (SUS), é referência em separação de gêmeos siameses. Já foram registrados 39 nascimentos do tipo, com 18 separações.

Casos de gêmeos siameses ligados pelo abdômen são ainda mais raros: ocorrem em apenas 6% dos nascimentos do tipo.

Segundo o médico cirurgião pediátrico Zacharias Calil, em entrevista ao jornal Correio,  as gêmeas poderão passar pela cirurgia de separação, mas precisarão esperar no mínimo, um ano para que isso aconteça.

A mãe das meninas está  internada e tem previsão de ter  alta do Hospital Maternidade Luiz Argolo neste sábado (17).

Fonte: Correio

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *