Ministério da Saúde alerta: Ivermectina não é eficaz para o combate a dengue

Ministério da Saúde enfatiza que a ivermectina não eficaz contra a covid e  também não é eficaz em reduzir a carga viral da dengue. Portanto, não reconhece qualquer protocolo que inclua o medicamento no tratamento dessa doença. A propagação de fake news, especialmente em um contexto epidemiológico que requer atenção, representa um risco significativo à saúde pública.

Segundo o Ministério da Saúde, o tratamento da dengue se baseia na identificação dos sintomas pelo médico e exames laboratoriais.

Para os casos leves de dengue, a orientação é repouso durante o período de febre, ingestão adequada de líquidos para garantir a hidratação e uso de analgésicos como paracetamol ou dipirona para alívio da dor e da febre. É fundamental destacar que o ácido acetilsalicílico não deve ser utilizado, pois aumenta o risco de sangramento.

O paciente deve ficar  atento aos sinais de alarme da doença, como dor abdominal intensa e persistente, náuseas, vômitos persistentes e sangramento de mucosas. Nestes casos, a internação para um manejo clínico adequado é recomendada de acordo com o protocolo estabelecido.

Os pacientes  devem estar  atentos aos sintomas da doença como dor atrás dos olhos, vermelhidão na pele,  dor abdominal intensa e persistente, náuseas, vômitos persistentes e sangramento de mucosas. Dependendo do caso  a internação para um manejo clínico adequado é recomendada de acordo com o protocolo estabelecido.

 

O jornalismo independente e imparcial com informações contextualizadas tem um lugar importante na construção de uma sociedade , saudável, próspera e sustentável. Ajude-nos na missão de difundir informações baseadas em evidências.Apoie e compartilhe